Entrevistas

04/08/2016

Joana Costa, atleta olímpica salto com vara

"Eu gostaria de competir como competi no Troféu Brasil, repetir a minha melhor marca e consequentemente chegar a uma final"

Joana Costa já tinha comprado ingressos para assistir ao atletismo na Olimpíada do Rio e estava com a inscrição pronta para trabalhar como voluntária durante os jogos. Porém, ao alcançar o índice de 4,50m no Troféu Brasil disputado em São Bernardo do Campo, Joana garantiu uma vaga nos Jogos Olímpicos em busca da medalha de ouro no salto com vara.

Sua carreira teve início em 1994 quando começou a competir em provas de salto triplo, em distância e pentatlo. Porém, a modalidade de salto com vara feminino, na categoria menores, não existia “porque temiam que a modalidade poderia fazer mal as jovens mulheres”, conta Joana. Quando a modalidade começou, por já ter feito ginástica artística, seus treinadores acharam que ela teria facilidade e noção espacial, além de já ter facilidade com os saltos.

A paulistana de 35 anos será uma das representantes da delegação brasileira na Olimpíada. Acompanhe a entrevista concedida a Universidade do Futebol ao nosso “Momento Olímpico”.

Universidade do Futebol – Você foi incentivada por seu treinador a ir morar nos Estados Unidos, conseguindo uma bolsa através do esporte e recursos para a prática do salto com vara. Como foi essa experiência e o que agregou à sua formação como atleta?

Joana Costa – O coordenador do Projeto que eu iniciei, Pedro de Toledo, recebia atletas de universidades estrangeiras e me orientou a estudar inglês, afirmando que eu poderia tentar estudar nos EUA como bolsista. Depois, meu treinador na época, Neiton Moura, me ajudou a fazer os contatos para conseguir a bolsa. Esta experiência foi muito importante para mim, pois aprendi a falar inglês, tive contato com outra cultura e outra forma de ensino muito interessante. Nos EUA, eu consegui conciliar os treinos e competições com as aulas, e isto era muito interessante, pois me permitia fazer os dois com qualidade. Além disto e outras coisas mais, fiz muitos amigos e conheci muitos amantes do esporte.

Universidade do Futebol – Qual a importância do Treinador na formação?

Joana Costa – O treinador é extremamente importante na formação. Ele é a referência e exemplo do atleta, ele que orienta e pode direcionar o atleta sobre as oportunidades do esporte. Ele que mostra os caminhos, e é nele que o atleta e os familiares confiam. Ser treinador é uma função de muita responsabilidade, muitas vezes a vida dessas crianças estão nas nossas mãos.

Universidade do Futebol – Sua vaga para os Jogos Olímpicos do Rio-2016, foi conquistada no Troféu Brasil. Quais eram suas expectativas para esse torneio e, se você esperava conquistar a vaga?

Joana Costa – Eu não sabia se iria conquistar a vaga ou não, mas estava disposta a fazer tudo que eu pudesse. Estava muito satisfeita porque tinha feito tudo que eu podia até ali, e estava muito determinada a arriscar tudo para sair dali sabendo que fiz tudo que eu podia.

Eu queria muito conseguir esta vaga, mas sabia que não seria fácil.

IMG_4405

Universidade do Futebol – Como foi a sua preparação para os Jogos Olímpicos?

Joana Costa – Não mudou muito, mas todo dia era dia de treino! Sábado, domingo…rs. Conseguimos cuidar um pouco mais da recuperação com fisioterapia e massagem.

Universidade do Futebol – Com a vaga assegurada, o que você espera da sua participação nos Jogos Olímpicos?

Joana Costa – Eu gostaria de competir como competi no Troféu Brasil, repetir a minha melhor marca e consequentemente chegar a uma final.

Universidade do Futebol – Você foi tutora da Universidade do Futebol. Como é para você fazer parte de um projeto como esse por já ter visto na prática como o esporte é importante para a formação de jovens crianças?

Joana Costa – Eu fiquei muito feliz de conhecer os cursos da Universidade do Futebol pois eles representam o que eu acredito sobre o esporte e educação. É muito importante que este conhecimento chegue aos profissionais para que seja possível potencializar os benefícios do esporte.

Universidade do Futebol – Depois do fim dos Jogos Olímpicos, quais serão seus próximos passos no Atletismo?

Joana Costa – Meu próximo objetivo é me classificar para o Mundial de atletismo em Londres ano que vem e participar de meetings na Europa.

Joana foi nossa tutora e aluna do curso Educar pelo Esporte – meu professor é nota 10! que faz parte do Transforma, programa de educação que leva os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 para dentro das escolas. É o legado Olímpico da Universidade do Futebol.

 

Comentários

Deixe uma resposta

Sobre a Universidade do Futebol

A Universidade do Futebol é uma instituição criada em 2003 que estuda, pesquisa, produz, divulga e propõe mudanças nas diferentes áreas e setores relacionados ao universo do futebol, enquanto atividade econômica e importante manifestação de nosso patrimônio cultural, nas dimensões socioeducativas e no alto rendimento, e que conquistou o reconhecimento e credibilidade da comunidade do futebol.

Posts Recentes

Cursos em Destaque

© 2016 Universidade do Futebol. Todos os direitos reservados.