Universidade do Futebol

NUPEF

21/06/2013

A importância da liderança para treinadores de futebol

A observação de uma partida de futebol não consiste apenas na análise de componentes físicos, técnicos ou táticos apresentados por uma equipe. Outro fator que compõem esse cenário são os aspectos psicológicos, apontados como um dos componentes que influenciam o resultado de uma partida. Todos esses fatores exigem maior qualificação de atletas e técnicos em suas especificidades, para atingir assim o sucesso e a excelência.

Para o treinador de futebol as exigências vão além das instruções dirigidas aos atletas durante os treinos ou partidas. Espera-se que o treinador seja um líder responsável pela evolução dos atletas e que instigue a transformação e o aprimoramento de suas potencialidades, proporcionando a melhoria no rendimento esportivo dos mesmos (TEOLDO, 2006).

O treinador de futebol, assim como de qualquer outra modalidade esportiva, deve trabalhar em prol de uma coletividade positiva, inserindo e favorecendo dentro do grupo uma cultura esportiva e a otimização das circunstâncias (TEOLDO, 2006).

O cargo de líder exercido pelo treinador de futebol exige muita responsabilidade. O cotidiano paradoxal de emoções e situações requer do treinador uma liderança efetiva na administração de fatores situacionais – a pressão de tempo, a maturidade do grupo (motivação e capacidade para realização da tarefa) – e no reconhecimento dos liderados quanto as suas dependências e autonomias (MARTENS, 1987).

A busca pela liderança efetiva e eficaz exige dos treinadores uma auto-reflexão quanto ao seu perfil de comportamento enquanto líder, levando em consideração os respectivos estilos de liderança que devem adotar conforme o ambiente/situação (MARTENS, 1987).

Um estudo realizado com 13 treinadores de futebol do Campeonato Mineiro atuantes em 2005 constatou que o estilo de liderança autoritária foi o mais utilizado por esses profissionais (TEOLDO; SAMULSKI; MARQUES, 2006). Nesse estilo, o líder caracteriza-se por ser orientado para a tarefa e por dirigir à equipe tomando as decisões o máximo possível.

Portanto, espera-se que o treinador de futebol independentemente do estilo de liderança utilizado, possa desenvolver enquanto líder as seguintes atribuições: direcionamento da equipe conforme os objetivos pretendidos; desenvolvimento de uma visão futura; comunicação efetiva e motivação (TEOLDO, 2006).

Referências

TEOLDO, I. Análise do perfil de Liderança de treinadores de futebol do campeonato brasileiro série A/2005. 2006. 166 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

TEOLDO, I.; SAMULSKI, D. M.; MARQUES, M. P. Análise do perfil de liderança dos treinadores de futebol do Campeonato Mineiro de 2005. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v.14, n.3, p.55-62. 2006.

MARTENS, R. Coaches guide to Sport psychology. Champaign: Human Kinetics Publishers, 1987. 195 p.

Comentários

Deixe uma resposta