Universidade do Futebol

Artigos

27/12/2014

A mentalidade vencedora – parte 3

Na primeira parte desta série expliquei o conceito da mentalidade fixa e da mentalidade de crescimento (DWECK, 2006) (http://www.universidadedofutebol.com.br/Artigo/15676/A-Mentalidade-Vencedora). Na segunda parte, discutimos algumas forma de se transformar a mentalidade fixa em mentalidade de crescimento (http://www.universidadedofutebol.com.br/Artigo/15688/A-mentalidade-vencedora-parte-2). Nesta terceira parte, irei focar no jogador de futebol e nas consequências de cada uma das duas das mentalidades no dia a dia do treinamento e na elaboração de um plano de desenvolvimento.

Assim como tantos outros brasileiros, eu cresci sonhando em ser jogador de futebol. Ir ao estádio, assistir aos profissionais, cantar o hino do clube e admirar o que eles faziam com a bola era o ritual. A pergunta que nunca saia da cabeça era: “será que eu tenho talento suficiente para virar um jogador profissional?”. Enquanto criança, com uma visão diferente de mundo, a pergunta era “fechada”, ou seja, simplesmenteexistia uma resposta simples, “sim ou não”, que eu teria que descobrir. 

Para ler este artigo completo, basta clicar aqui.

Comentários

Deixe uma resposta