Universidade do Futebol

UdoF na Mídia

01/09/2017

Adilson, o melhor na visão de Carille

Líder do Brasileiro considera Adilson Batista o melhor técnico de campo

Captura de Tela 2017-09-01 às 09.06.40

Bicampeão mineiro e vice da Libertadores com o Cruzeiro, Adilson Batista está sem emprego há dois anos, desde que foi demitido pelo Joinville, mas recebeu uma injeção de ânimo nos últimos dias para seguir a carreira de treinador de futebol. Em entrevista ao programa ‘No ar’, comandando por André Henning, no Esporte Interativo, o técnico corintiano Fábio Carille, destaque no momento, declarou que Adilson foi o melhor treinador de campo que já viu ao longo de sua trajetória como atleta e auxiliar.

A frase de Carille sobre Adilson

”Melhor técnico de campo que eu vi. (…) Treinamentos direcionados para a partida, com objetivo muito claro, com dinâmica, trago muita coisa do Adilson até hoje nos meus trabalhos. De campo, como atleta e auxiliar, o melhor técnico que eu vi”.

Conselhos

Recentemente, Fábio Carille e Adilson Batista fizeram, juntos, o curso de formação de técnicos promovido pela CBF e obtiveram a licença A. Nesse período, o ex- cruzeirense se abriu com o corintiano sobre alguns erros que cometeu em sua trajetória profissional e pediu conselhos. Ao programa do Esporte Interativo, Carille revelou parte dessas conversas. “Acho que se perdeu um pouquinho. Entra nessa questão de levar para campo algo que você não treinou, aí perde um pouquinho a confiança dos atletas. Falo bastante com ele, é meu amigo, fizemos o curso da CBF agora, ele até me perguntou, eu falei algumas coisas, ele me deu liberdade para falar, e eu falei, mas acredito que ele possa ainda fazer muito sucesso no nosso futebol porque é um profissional muito capacitado.

Agradecimento

À coluna Jogo Rápido, Adilson Batista revelou que fez questão de agradecer a Carille pelo depoimento dado em rede nacional. “Muito do que ele falou pode ser confirmado por atletas experientes que trabalharam comigo. Estou querendo melhorar sempre, fazendo cursos, vendo jogos no Brasil, na Europa, nos Estados Unidos, na América do Sul”.

Reciclagem

Nesses dois anos em que ficou fora do mercado, Adilson Batista aproveitou para estudar, participar de cursos e conhecer dinâmicas de trabalho de alguns clubes do exterior. Ele esteve, por exemplo, no Orlando City, onde joga o craque Kaká. Durante a última edição da Florida Cup, também acompanhou os alemães Bayer Leverkusen e Wolfsburg.

Além do certificado obtido na CBF, Adilson fez cursos na Universidade do Futebol com foco não apenas no campo, mas voltados para gestão do esporte e de pessoas. O técnico sabe também que, na volta ao mercado, terá que evoluir também na relação com a imprensa.

Inspirações

Nos livros que leu sobre futebol, Batista buscou inspiração em histórias de sucesso de nomes como Carlo Ancelotti, Pep Guardiola, José Mourinho, Marcelo Bielsa, Alex Ferguson, Jorge Jesus e Tite. “Aprendi muito não só com os livros, mas viajei para Argentina, Uruguai, Chile, assisti jogos, conversei com profissionais. A ideia é evoluir. Mas o futebol brasileiro também precisa mudar e acabar com essa coisa de perder três, manda embora”.

Carille sobre Mano

Na mesma entrevista ao Esporte Interativo, Carille também deixou sua impressão sobre Mano Menezes. “Rápido, o que vem logo na cabeça: disciplinador e linha de quatro muito definida atrás, muita organização, os jogadores sabendo bem o que fazer, não desmanchando nunca, sabendo jogar com e sem bola, muito cuidadoso para não subir os dois laterais. Detalhes que guardo do Mano”.

Assista à entrevista de Carille para o Esporte Interativo:

O trecho sobre Adilson Batista está no minuto 35

 

Fonte: www.mg.superesportes.com.br

Comentários

Deixe uma resposta