Universidade do Futebol

Entrevistas

03/03/2006

Adriana Martins, do Centro de Turismo Alemao

dest_adriana.jpg 
Adriana Martins: A Copa do Mundo 
como apoio ao turismo
alemão

A menos de cem dias do começo da Copa do Mundo, a Alemanha respira futebol. Tudo no país lembra a competição que começará no próximo dia 9 de junho. Entre as tantas equipes que trabalham para fazer desse evento algo único está o Centro de Turismo Alemão (DZT). Com sede em Frankfurt, esse órgão de divulgação turística atua com escritórios em 29 países, sendo o Brasil um deles.

Como um dos parceiros do Comitê Organizador do mundial, o Centro de Turismo Alemão trabalha em ritmo acelerado para cumprir uma meta: fazer da Alemanha um dos cinco países mais visitados por turistas neste ano. E, mais que isso, ele quer gerar um ciclo virtuoso, após a competição, que permita àquele país continuar colhendo frutos desse investimento em demanda turística por muitos anos.

As ações que estão fomentando o plano de fazer da Copa do Mundo a peça fundamental na engrenagem turística alemã já vem sendo realizadas há vários anos. Um dos pontos culminantes foi a criação por parte do Centro de Turismo Alemão da Campanha Nacional de Serviços e Cordialidade, iniciativa que busca promover boas práticas de recepção ao turista que irá assistir a competição.

Na prática, como explica Adriana Martins, a representante do Centro de Turismo Alemão no Brasil, a aposta no turismo vai muito além da simples paixão pelo futebol, tem fortes bases em estratégias econômicas. O trabalho de divulgação turística do evento já dura cerca de três anos e está fortemente atrelado aos planos de crescimento traçados pelo governo da Alemanha.

Fala-se na imprensa até de um tipo de “milagre econômico”, o que o governo alemão pretende comemorar ao fim do mundial, junto com o título, é claro. O banco alemão Dresdner Bank, por exemplo, estima que a renda turística do país terá um crescimento de 7% por causa da competição, com resultados diretos de mais de 25 bilhões de euros (cerca de R$ 69 bilhões).

Para ajudar o país a receber bem os turistas atraídos pelo mundial e para divulgar ações estratégicas do marketing do evento, o trabalho do Centro de Turismo Alemão, através de pessoas coma Adriana , é tão fundamental quanto as boas atuações do time germânico. A seguir, leia a entrevista que a representante no Brasil do órgão turístico do país anfitrião da Copa concedeu com exclusividade à Cidade do Futebol:

Cidade do Futebol – Qual é o papel do Centro de Turismo Alemão em relação à Copa 2006?

Adriana Martins – Estamos trabalhando na divulgação do evento desde outubro de 2003, quando começamos a trabalhar as cidades alemãs que serão sedes dos jogos. Em outubro de 2004, lançamos o site www.vocenacopa.com.br, onde o usuário pode obter informações turísticas das cidades-sede, planejar a viagem e se divertir em brincadeiras como chute a um gol virtual ou montar uma torcida. Outra opção do site é, através dos nossos parceiros, adquirir pacotes, passagens aéreas, hospedagem aluguel de carro, enfim, tudo o que o torcedor precisa para organizar a sua viagem a Alemanha.

 

Cidade do Futebol – O Centro desenvolveu ações no Brasil para divulgar o turismo na Alemanha?

Adriana Martins – Sim, outra iniciativa do Centro de Turismo Alemão foi realizar vários eventos de divulgação da Copa aqui em território brasileiro. Nosso papel nesse trabalho está sendo fundamental na divulgação da competição. Trabalhamos como o conceito de que a Alemanha é um país interessante para se fazer turismo, além de ser organizado o bastante para sediar um evento desse porte.  

 

Cidade do Futebol – De que maneira esse trabalho se conecta com o projeto Copa que está sendo desenvolvido pelo comitê organizador?

Adriana Martins – O nosso escritório central trabalha em parceria com o Comitê Organizador da Copa. Inclusive lançamos, em parceria com eles, a Campanha Nacional de Serviços e Cordialidade, através da qual pretendemos mostrar ao mundo todo que a Alemanha está estendendo o tapete vermelho para todos os turistas que visitarem o país.

 

Cidade do Futebol – O que é essa campanha?

Adriana Martins – Essa campanha conta com iniciativa do Comitê Organizador da Copa do Mundo Fifa 2006 e é coordenada pelo Centro de Turismo Alemão. Seu objetivo é atingir a opinião pública e os turistas, mostrando que a Alemanha é uma excelente anfitriã e oferece atrações emocionantes e que vão além da Copa do Mundo 2006. Devemos fortalecer a imagem positiva da Alemanha de modo sustentável antes, durante e depois da competição. Isso pode ser alcançado por meio da crescente disponibilidade e prestação de serviços para todos os públicos, objetivando também gerar negócios futuros.

 

Cidade do Futebol – Do ponto de vista de negócios turísticos ligados ao futebol, qual a expectativa da Alemanha com a realização dessa Copa?

Adriana Martins – A Copa do Mundo dará à Alemanha um grande impulso no turismo, levando o país a ser o quinto mais visitado do mundo em 2006, de acordo com o Dresdner Bank. Para os especialistas, em 2006, a Alemanha ficará apenas atrás de Estados Unidos, Espanha, França e Itália entre os países que atraem grande número de turistas.

 

Cidade do Futebol – Há dados desse impacto na infra-estrutura hoteleira da Alemanha?

Adriana Martins – Pelos nossos cálculos, serão 5,5 milhões de pernoites, gerados pelos turistas durante o período da Copa do Mundo.

 

Cidade do Futebol – Já foi feito algum estudo sobre o impacto econômico dessa movimentação?

Adriana Martins – Ainda segundo o banco alemão, a renda turística alemã terá um crescimento de 7%, chegando aos 25 bilhões de euros (R$ 69 bilhões).

 

Cidade do Futebol – E como a Alemanha se prepara para receber os turistas do mundo todo?

Adriana Martins – A Alemanha vem se organizando há alguns anos para este grande evento. Foram investidos 3,4 bilhões de euros na infra-estrutura rodoviária e ferroviária. Algumas estradas foram alargadas, e estações de trens foram construídas. Tudo isso para facilitar e agilizar a chegada e saída dos torcedores às cidades-sede e aos estádios. Na reforma e construção dos estádios foram investidos 1,5 bilhões de euros.

 

Cidade do Futebol – Um dos assuntos mais discutidos em eventos desse porte, após o 11 de setembro, é a segurança. Qual o peso que esse item possui no trabalho feito pelo comitê organizador e por vocês?

Adriana Martins – A segurança é, de fato, uma preocupação da Alemanha, tanto que o país criou um grupo especial para administrar os assuntos referentes a esse tema. Posso citar algumas ações que foram tomadas, como o fato de que toda a guarda alemã trabalhará no período da Copa do Mundo, não haverá um profissional em férias. Em dias de jogos, não será permitida a passagem de aviões sobre os estádios e haverá dois controles de segurança, uma na área externa do estádio e outra nos portões, entre outros cuidados.

 

Cidade do Futebol – Existe algum trabalho especial sendo feito em relação à mídia para a cobertura do pré-Copa e durante a Copa? 

Adriana Martins – O Centro de Turismo Alemão já trabalha com o tema Copa do Mundo junto à imprensa desde 2004. Nós apoiamos várias viagens de jornalistas à Alemanha, com a realização de visitas às doze cidades-sede, desde a organização da viagem até a hospedagem, agendamento de entrevistas, programação em cada uma das cidades e contatos com as secretarias de turismo de cada uma delas. Nestas viagens, os jornalistas tiveram a oportunidade não só de conhecer as cidades e os estádios, como também de acompanhar as programações que estão sendo feitas para o período da Copa de 2006.

 

Cidade do Futebol – Aproveitando o seu comentário, a Copa do Mundo tornou-se um evento maior até que a competição, os jogos. Que outros eventos estão sendo associados ao mundial?

Adriana Martins – Cada uma das doze cidades-sede, além de outras cidades alemãs está preparando eventos culturais e festivos durante os trinta dias da Copa do Mundo, além de muitos outros que já estão acontecendo. Nas doze cidades que terão disputas, serão instalados telões gigantes em locais públicos, para que aqueles torcedores que não possuem ingressos possam assistir aos jogos. Após as partidas, as cidades organizarão festas para comemorar o evento e os jogos realizados. Algumas destas comemorações terão como tema o Brasil, nas quais será tocado muito samba e servidas caipirinhas. 

 

Cidade do Futebol – Existe algum estudo falando da continuidade do trabalho, após o mundial?

Adriana Martins – Nosso trabalho de divulgar a Alemanha como destino turístico já dura três anos e, sem dúvida, a Copa do Mundo 2006 já representa uma excelente oportunidade de conquistar uma maior exposição. Estamos com diversas ações nesse sentido e vamos, sim, dar continuidade ao trabalho de divulgação no pós-Copa. No período trinta dias, a Alemanha será o centro das atenções de milhões de pessoas, principal assunto de mídia, por sediar um evento de tamanha importância. Será uma excelente oportunidade de as pessoas conhecerem o que de melhor a Alemanha tem para oferecer.

 

 03/03/2006

Comentários

Deixe uma resposta