Universidade do Futebol

Artigos

22/10/2018

Alternativas táticas para ser vantajoso na subfase de finalização do jogo

“Pra quem não sabe para onde vai. Qualquer caminho serve” (Lewis Carroll)

 

Ao acompanhar jogos de diversos campeonatos nacionais e internacionais podemos evidenciar (de maneira empírica) a ausência de comportamentos táticos bem definidos na subfase de finalização do jogo. O que pode ser considerado como um dos fatores para a dificuldade encontrada pelas equipes para chegar aos gols e alcançar as vitórias sem tanto sacrifício.

O jogo evoluiu e hoje temos visto nas equipes ideias claras de como se deve sair jogando e qual caminho busca-se percorrer para chegar ao ataque. No entanto, é na subfase de finalização que constatamos a ausência de condutas coletivas e movimentos preferenciais que possam guiar os atletas a encontrar as melhores vantagens no último quarto do campo.

Nessa subfase do jogo somente a livre intuição dos jogadores tem sido preconizada. Não que essa seja uma alternativa errada. Pelo contrário, a intuição do jogador deve estar em tudo! Porém ela deve fazer interação com os princípios táticos da equipe como um todo e estes devem ser revelados em todas as subfases do jogo.

Figura 1 – As subfases do jogo de futebol

 

Nesse contexto, apresento abaixo comportamentos táticos que podem ser desenvolvidos no último quarto do campo. Partindo da ideia do Jogo Posicional onde interpreta-se o jogo a partir de 4 tipos de vantagem: vantagem posicional, vantagem numérica, vantagem qualitativa e vantagem cinética.

É importante ressaltar que existe uma diferença entre chegar ao ataque e ficar no ataque. Para ter vantagem na subfase de finalização é preciso primeiro se estabelecer de maneira posicional nessa região do campo (temporização ofensiva) caso não haja uma vantagem clara para ir ao gol.

Após a equipe se localizar no campo de ataque busca-se explorar três corredores verticais (corredor lateral-esquerdo, corredor central e corredor lateral-direito).

 

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

 

BIBLIOGRAFIA

PERAITA, A. Quero que minha equipe jogue como o F.C. Barcelona de Guardiola. Edição 1. Murillo Saif, Audiovisual y ediciones S.L., 2018

Comentários

Deixe uma resposta