Universidade do Futebol

Cespef

29/10/2009

Análise estatística do desempenho técnico em partidas do Campeonato Paranaense de 2009

INTRODUÇÃO

O futebol está em um constante processo de desenvolvimento e modernidade. Existem inúmeras atividades e/ou tarefas para analisar e avaliar o nível do desempenho de um atleta e consequentemente de uma equipe. Uma comissão técnica é formada por profissionais responsáveis pela fisiologia, preparação física, preparação técnica/tática, preparação de goleiros, entre outras ciências aplicadas. Sabemos que o scout técnico auxilia muito na detecção de erros e acertos individuais e coletivos. Sendo assim, justifica-se a realização deste estudo com base em planilhas específicas para coleta de fundamentos técnicos realizados durante as partidas de determinada equipe de futebol do estado do Paraná.

OBJETIVO

Analisar quantitativamente e qualitativamente os fundamentos técnicos da equipe do Paraná Clube em partidas do time durante o Campeonato Paranaense de 2009.

METODOLOGIA

A pesquisa é do tipo descritivo, tendo como população e amostra uma equipe de futebol profissional do estado do Paraná sendo composta por atletas de futebol do sexo masculino entre 18 e 33 anos de idade. O estudo teve como procedimento o acompanhamento in loco em 12 (doze) partidas, sendo 02 (duas) fora de casa, ou seja, com mando de jogo no campo do adversário e 10 (dez) partidas no estádio Durival Brito e Silva (Vila Capanema), de propriedade do Paraná Clube. Foram coletados 17 (dezessete) fundamentos técnicos durante as partidas.

RESULTADOS

CONCLUSÃO

Não há na literatura nacional estudos com referência de valores absolutos em relação aos estudos de scouts técnicos realizados no futebol brasileiro. Sabemos que o desempenho técnico é dependente de muitas variáveis, como dimensão de campo, estado de preservação do campo, clima, condição física do elenco, sistema tático aplicado, resultado da partida, entre outros. Mas estimulamos as constantes pesquisas na área específica de scout em outros estados além do Paraná. Acredita-se que o futebol ainda carece de estudos que aguçam a curiosidade de profissionais envolvidos no mercado de trabalho.

Comentários

Deixe uma resposta