Universidade do Futebol

João Paulo Medina

17/11/2005

As relações entre futebol e empresa

 

É muito comum as empresas convidarem profissionais que trabalham no futebol, especialmente os treinadores, para fazerem palestras aos seus executivos e funcionários, mostrando um pouco da relação entre as vitórias dos times de futebol e suas próprias metas.

 

Não é difícil correlacionar os caminhos que tem que percorrer um time de futebol para atingir seus objetivos e uma empresa para fazer o mesmo. A alta visibilidade que tem o futebol, exigindo resultados positivos, uma ou duas vezes por semana, apresentados sempre de forma pública, torna este exemplo ideal para as empresas que precisam igualmente ter estratégia, tática, planejamento e organização para ganhar o jogo no mercado cada vez mais competitivo.

 

Louvável, portanto, a atitude das empresas ao tentar buscar elementos para se tornarem mais produtivas. Pena que os clubes de futebol, através de seus dirigentes, não procurem fazer o mesmo. Fico imaginando o quanto as empresas sérias e organizadas não poderiam ajudar o futebol brasileiro. 

 

Imaginem, por exemplo, se os clubes de futebol fizessem uso de todos os recursos que a tecnologia hoje nos coloca à disposição. Analisar, avaliar, esquadrinhar o rendimento de cada jogador e da equipe como um todo traria aperfeiçoamentos que, sem dúvida, qualificaria ainda mais este nosso futebol pentacampeão.

 

Imaginem, também, os dirigentes de cada clube se debruçando sobre um planejamento estratégico não só de curto prazo, mas também de médio e longo prazo, como faz toda empresa competente. Feito isso, então se reuniriam com dirigentes de outros clubes para traçarem planos e projetos comuns para o bem do futebol e proporem políticas para a administração de um futebol verdadeiramente profissional.

 

E finalmente, imaginem cada clube, cada federação, juntamente com a Confederação Brasileira de Futebol, envolvidos com as questões que hoje sensibilizam e preocupam nossas melhores empresas, todos reunidos, buscando aprimorar suas posturas éticas e discutindo suas responsabilidades sociais, contribuindo para o fortalecimento das instituições e, desta forma, valorizando nossa sociedade.  

Para interagir com o autor: medina@universidadedofutebol.com.br

Comentários

Deixe uma resposta