Universidade do Futebol

Artigos

18/05/2014

Atlético de Madrid e seu legado ao futebol mundial

Um dos times que vem chamando mais atenção no futebol mundial ultimamente é sem dúvida nenhuma o Atlético de Madrid. Uma equipe, que costumeiramente não faz frente a grandes equipe, não disputa títulos e faz diversas temporadas sem muito destaque ( ficando sempre atrás de Real Madrid e Barcelona), vem surpreendendo a todos amantes do futetebol e disputando todos os torneios que disputa como candidato a título (tanto na Champions League quanto no campeonato Espanhol).

Muito deste surpreendente futebol existe graças ao treinador Diego Simione, Argentino, que apesar de não possuir nenhuma grande estrela em seu elenco como seus rivais nacionais organizou um time muito forte coletivamente que composto por atletas extremamente dedicados e inteligentes formam uma equipe que atua sem dever nada a qualquer outra equipe do futebol mundial.

A equipe de Simione apresenta alguns comportamentos fundamentais para o futebol atual, mas o que gostaria de ressaltar aqui não são os princípios que compõe o modelo de jogo em sí, mas sim a filosofia de Simione e do Atlético que não seguem uma das principais tendências do futebol atual: A posse de bola.

Desde a histórica equipe do Barcelona dirigida por Guardiola a posse de bola tem sido extremamente valorizada mundialmente, sendo sempre valorizada a equipe que tem maior tempo de posse de bola durante uma partida ou temporada, ter a bola passou a ser quase uma exigência ou um importante parâmetro na avaliação para definir um bom ou mal desempenho.

Em recente entrevista coletiva pouco antes do primeiro confronto entre Atlético e Barcelona pela Champions League, Simione disse que a grande diferença entre sua equipe e a equipe de Neymar é que a equipe Catalã joga a partir da bola ( ou de sua posse), e sua equipe atua a partir dos espaços que aparecem no jogo.

O Atlético é uma equipe com o sistema defensivo muito forte, que com transições rápidas consegue se defender e quando rouba a bola se aproveita dos espaços existentes para atacar de maneira muito efetiva .Para alguns, isso pode até parecer feio ou retranqueiro, mas é inegável que o Atlético de Madrid tem sim um bom poder ofensivo ( Diego Costa seu principal atacante disputa a artilharia em todas as competições que participa), além de em algunsmomentos a equipe exercer uma pressão no campo do adversário algo que permite bom desempenho ofensivo.

A equipe Espanhola e seu treinador “vão contra”a tendência da posse de bola, ( no segundo duelo contra o Barcelona pela Champions League o qual venceu por 1 x 0 teve apenas 36% do tempo com a bola sob seu domínio ), mas apresentam um ótimo futebol que se mostra vencedor.

Assim como o Barcelona em 2008 que deixou um legado para o futebol, acredito que a equipe de Madrid também deixa no sua filosofia algo fundamental e que pode sim ser um ótimo legado.
“O mais importante não é ter um alto índice de posse de bola durante uma partida, mas sim conseguir ser efetivo nos momentos em que a equipe possuir o controle da mesma numa partida. 

Comentários

Deixe uma resposta