Universidade do Futebol

Rodrigo Barp

04/03/2014

Cooperação internacional

O Clube Atlético Paranaense (CAP), recentemente, anunciou o lançamento de sua fundação, a FUNCAP.

A FUNCAP tem como finalidade a promoção de atividades educacionais, sociais e culturais.

Nesse sentido, a estratégia do clube, pelo menos na primeira etapa de desenvolvimento da FUNCAP, será voltada à utilização de sua rede de “Escolas Furacão” para que tais iniciativas sejam implementadas.

O Clube Atlético Paranaense tem uma forte atuação social através das Escolas Furacão. O projeto, que tem como um dos principais objetivos a inclusão de jovens em atividades esportivas e educacionais, acontece em escolas licenciadas e espaços públicos, ambientes em que conta com a participação de professores e voluntários.

Indo além, o CAP decidiu inovar e estabeleceu parceria estratégica com a Tottenham Hotspur Foundation, fundação instituída pelo renomado clube inglês; com o British Council e com a Premier League para a realização do Programa “Premier Skills”.

O programa Premier Skills é uma parceria global entre a Premier League e o British Council e utiliza o futebol como ferramenta para engajar e desenvolver habilidades de jovens em todo o mundo. O Premier Skills combina a comprovada experiência da Premier League em projetos de futebol comunitário com a presença global e experiência no desenvolvimento e implementação de projetos culturais e educacionais do British Council.

O Premier Skills tem sido realizado com sucesso nos seguintes países: Índia, Indonésia, China, Vietnã, Malásia, Coreia, Quênia, Uganda, Botsuana, Sudão, Malaui, Egito, Tunísia,Marrocos, Senegal, Camarões, e também no Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo e, agora, Curitiba).

A Tottenham Hotspur Foundation usa esportes, em particular o futebol, como um veículo para dar oportunidades a crianças de comunidades. O trabalho é feito através de parcerias com governos, escolas, universidades e empresas. A Tottenham Hotspur Foundation existe há 5 anos e já beneficiou mais de 1.5 milhão de crianças e adolescentes através de projetos sociais que visam criar oportunidades e promover educação através do esporte.
 

 

Com o intuito de aumentar o alcance social das Escolas Furacão, o CAP, o British Council e a Tottenham Hotspur Foundation, a fundação social do clube de futebol homônimo, ofereceram treinamento no dia 18 de fevereiro, no Centro de Treinamentos do Clube Atlético Paranaense. Professores e voluntários de 12 projetos sociais das Escolas Furacão participaram do treinamento, em que três especialistas em programas comunitários da Tottenham Hotspurs Foundation falaram sobre o desenvolvimento de projetos comunitários.

Nas palavras de Ana Bessa, gerente de projetos no British Council, “o objetivo do treinamento é compartilhar melhores práticas e contribuir com ferramentas que ajudem a maximizar o impacto social do trabalho que já vem sendo desenvolvido pelos projetos sociais do Atlético Paranaense. O esporte, principalmente o futebol, facilita a comunicação com crianças e jovens e é um canal excelente para engajá-los em atividades educacionais e de cidadania”.

Para o CAP, essa parceria é muito importante, segundo o gerente das escolas, Ricardo Silva, “porque entendemos que temos uma responsabilidade com a nossa sociedade. Poder contribuir, através do esporte, com o futuro de crianças e adolescentes é o principal objetivo do clube e dos parceiros. A filosofia que implantamos em nossos projetos tem sempre o alinhamento necessário com os responsáveis pelos projetos em cada cidade. Assim, priorizamos as aulas e os processos pedagógicos, sempre visando a socialização e a formação dos valores com nossos alunos”.

A delegação também visitou o Complexo Pequeno Príncipe, maior hospital pediátrico do Brasil, para promover o estreitamento de laços com o Programa Gols pela Vida, programa de responsabilidade social voltado à visibilidade e captação de recursos em prol da saúde infantil, que conta com Pelé como padrinho.

Durante a visita, o que chamou a atenção foi saber que o orçamento anual da Tottenham Hotspur Foundation é de £ 5.6 milhões.

E que, até pouco tempo atrás, as ações de responsabilidade social que o clube promovia junto à comunidade, contando com a participação dos seus jogadores e comissão técnica, era algo ligado ao marketing do clube e, hoje, passou a fazer parte integrante da relação contratual como compromisso profissional bilateral.

Na prática, isso se traduz no engajamento dos profissionais em atividades que os sensibilizem sob diversas alternativas (saúde, educação, inclusão social, esporte) e superem a mera “obrigação profissional” para alcançar o contexto de “give back” (devolver à sociedade aquilo que ela ajudou a construir).

Comentários

Deixe uma resposta