Universidade do Futebol

GEPEFFS

18/01/2018

Cristiano Ronaldo ou Renato Gaúcho: quem foi melhor?

As comparações entre jogadores de diferentes épocas não são consensuais. São inúmeras as diferenças entre o contexto do futebol atual e o daquele praticado no passado, mas podemos exercitar nosso conhecimento da modalidade ajudando os ouvintes a encontrar argumentos para defender seu ponto de vista em relação a Cristiano Ronaldo e Renato Gaúcho. CR7 ainda era garoto quando foi contratado pelo Manchester United e lá recebeu tratamento especial de um treinador holandês que desenvolveu um método de treinamento baseado nos dribles de artistas da bola como: Pelé, Maradona, Zico, entre outros.

O criador do método Coever acreditava na importância da repetição exaustiva, dos movimentos do drible para que o gesto se tornasse automático, condicionado. Cristiano Ronaldo, com sua determinação e excelente preparo físico, se tornou o principal garoto propaganda do método que podemos identificar na mecanicidade da sua movimentação. Renato Gaúcho aprendeu a jogar com liberdade para a criação e para a improvisação e, portanto, suas tomadas de decisão frente às diferentes situações do jogo eram mais espontâneas, não obedeciam um desenho repetido à exaustão. Ora, quem viu Renato Gaúcho jogar conheceu um jogador mais versátil, com um repertório maior de soluções para escapar da marcação dos zagueiros adversários. Cristiano Ronaldo tem um potencial físico invejável, é velocista, mostra talento para cabecear, chutar a gol e, principalmente, para se posicionar para receber a bola nos contra-ataques.

Ambos craques e diferentes, quem gosta mais de ver dribles improvisados prefere Renato Gaúcho, os que apreciam objetividade escolhem CR7. Afinal, se levarmos a comparação para o lado da eficiência, da quantidade e não da qualidade, será pura perda de tempo porque os números alcançados pelo craque português deixam Renato muito distante e em desvantagem indiscutível. O Gaúcho foi muito bom, mas os títulos conquistados por Cristiano Ronaldo impedem colocá-los no mesmo nível.

Comentários

Deixe uma resposta