Universidade do Futebol

Colunas

26/05/2017

Cruzeiro é acionado na FIFA pelo Huracán

Clube argentino iniciou demanda na Câmara de Resolução de Disputas para cobrar débito de US$ 1,5 milhão pelo jogador, Ramón Ábila

Na última semana, após manifestação em redes sociais do Ramón Ábila, voltou à tona a questão envolvendo pagamentos devidos pelo Cruzeiro ao Huracán, pela sua transferência.

O Huracán entende haver um débito de US$ 1,5 milhão (R$ 4,8 milhões), que deveria ter sido acertado inicialmente até 5 de dezembro.

Para tanto, o clube argentino iniciou demanda na Câmara de Resolução de Disputas da FIFA, responsável pela arbitragem e resolução de litígios do mundo do futebol, composta por representação equitativa de membros indicados por atletas e clubes.

Esta Câmara tem competência para lidar com: conflitos trabalhistas entre clubes e jogadores; disputas entre clubes, relativas à compensação pela formação e mecanismo de solidariedade; e ainda, questões disciplinares de atletas e clubes, resultantes do não cumprimento das normas e regulamentos da FIFA.

Vale ressaltar que a Câmara de Resolução de Disputas da FIFA atua em litígios de âmbito internacional, ou seja, entre clubes ou atletas de países diferentes de forma a facilitar e agilizar a busca por direitos.

Além disso, os pedidos e toda a documentação pode ser enviada por fax ou pelos correios. As comunicações da FIFA se dão da mesma forma.

Independente do idioma dos envolvidos, as partes deverão apresentar seus pedidos e encaminhar a documentação em um dos idiomas oficiais da FIFA que são: inglês, francês, espanhol ou alemão.

As regras procedimentais bem como os direitos e deveres dos atletas e clubes estão previstos nas normativas da FIFA.

Com a apresentação da demanda, o Cruzeiro apresentará defesa e, após, um dos árbitros da FIFA (nome conferido aos julgadores das Câmaras).

Em eventual condenação do clube mineiro, em caso de não pagamento, a FIFA poderá puni-lo com perda de pontos, suspensão, eliminação e até desfiliação.

Comentários

Deixe uma resposta