Di Maria ou Lewandowski – Quem leva mais um caneco na Champions?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A tão esperada final da Champions está definida! Bayer e PSG disputam, no domingo, um dos títulos mais cobiçados do futebol europeu e do mundo! A equipe alemã busca sua sexta conquista, enquanto os franceses perseguem seu primeiro título da Liga. Dois renomados e multi-campeões jogadores buscam trazer o título a seus clubes: Ángel Di Maria para o PSG e Robert Lewandowski para o Bayer.Di Maria iniciou a carreira de poderio financeiro modesto, mas tradicional, o Club Atlético Rosário Central, da cidade de Rosário na Argentina. Filho de pai minerador de carvão, ofício que Di Maria também exerceu até os 15 anos, tinha dificuldade para pagar a passagem para ir aos treinos; ainda assim, fez sua estreia na equipe principal com apenas 17 anos. Chegou até o estrelato na Europa, onde atuou ao lado de jogadores como Cristiano Ronaldo e passou por grandes clubes como Manchester e Real Madrid. Di Maria acumulou títulos e, hoje, aos 32 anos, vive sua 5o temporada pelo PSG buscando sua segunda Champions League.

Nesta edição do torneio, o argentino é o 4º jogador a realizar mais passes para o terço final do campo, o líder em número de assistências e em criação de chances reais de gol, dados que, se mantidos e ampliados para esta final, irão aumentar muito as chances de título da equipe francesa.

Lewandowski é polonês e filho de atletas profissionais, o pai foi judoca e a mãe jogadora de vôlei. Além disso, sua esposa é carateca e formada em Educação Física, assim como ele que se graduou na Escola Superior de Educação em Esportes da Universidade de Varsóvia em 2017. Lewandowski tem a marca de ter sido campeão e artilheiro da 3º, 2º e 1º divisão na Polônia, nesta ordem. Estreou aos 18 anos no Znicz Pruszków já sendo artilheiro e campeão da terceira divisão polonesa. Desde então, não parou de fazer gols por onde passou, o que, inclusive, já lhe rendeu a entrada para o livro dos recordes. O artilheiro tem as marcas de: hat trick mais rápido da história; marcar quatro
gols mais rápido na história; marcar cinco gols mais rápido na história; e mais gols anotados por um reserva. Tudo isso ocorreu na épica virada sobre o Wolfsburg em 2015, onde saiu do banco de suplentes e anotou 5 gols em 9 minutos.

Na Champions de 19/20, Lewandowski ainda busca superar a marca de Cristiano Ronaldo, de 17 gols anotados numa mesma edição. O polonês já marcou 15. Na atual temporada da competição, Lewandowski é o líder em número de finalizações (tendo uma média de 4,6 por jogo) e vice-líder em número de assistências, realizou 5 (uma a menos que Di Maria).

Confira abaixo a análise dos dois jogadores.

Ambos os jogadores tem sido fundamentais para a efetividade ofensiva de suas equipes, no domingo eles conseguiram assumir esse protagonismo demonstrado durante toda a competição? Quem conseguirá ser mais decisivo e levar sua equipe ao título?

Desfrutem do JOGO!

Sobre os autores

Danilo Benjamim é bacharel em treinamento esportivo, possui a Licença B pela CBF/FIFA e cursa atualmente as licenças A/B da ATFA. Tem passagens pelo Paulínia FC, Coritiba, Athletico Paranaense, Ferroviária e, recentemente, Guarani FC.

Acompanhe as redes sociais do Danilo Benjamim: InstagramFacebook

Aurélio Estanislau é graduado em Ciências do Esporte pela Unicamp e analista de desempenho do Sub15 do S.C. Corinthians Paulista.

Acompanhe as redes sociais do Aurélio Estanislau: InstagramTwitter.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais conteúdo valioso