Universidade do Futebol

Artigos

07/08/2007

Equilíbrio neuromuscular pode coibir lesões

O tratamento de lesões musculares nos atletas de alto nível ainda é baseado em repouso, antiinflamatórios e fisioterapia convencional. No entanto, existe uma técnica para acelerar a recuperação em caso de problemas desse tipo (e até preveni-las). Trata-se do equilíbrio neuromuscular, atividade baseada em estímulos na coluna vertebral.

Desenvolvida pelo fisioterapeuta francês François Soulier, a técnica do equilíbrio neuromuscular vem sendo utilizada no país de origem de seu idealizador há mais de 20 anos. No Brasil, porém, ainda é pouco difundida nos grandes centros e aparece apenas em algumas clínicas.

A técnica do equilíbrio neuromuscular compreende estímulos em partes determinadas da coluna vertebral para tentar atingir um equilíbrio no corpo do paciente.

A vibração na coluna vertebral é produzida por um aparelho mecânico chamado de equilibrador, um instrumento não agressivo. Quando o corpo recebe a informação desse pequeno choque, desencadeia um processo de auto-cura, recupera a amplitude normal das articulações e gera um relaxamento nos músculos. Assim, a dor gerada pelas lesões é aos poucos eliminada.

Mesmo produzindo um efeito de auto-cura em todo o corpo, porém, o equilíbrio neuromuscular é uma técnica extremamente direcionada. Segundo a tese de Soulier, cada parte da coluna diz respeito a um setor do corpo. Por isso, a técnica é baseada em testes e aplicações diretas.

Durante o tratamento, são feitos sucessivos testes para saber se o estímulo está atingindo a parte desejada do corpo do paciente. O tempo de recuperação em casos de lesões musculares pode variar, com o equilíbrio muscular, entre uma e quatro sessões (mas os resultados só costumam aparecer num período de 24 a 48 horas depois da intervenção fisioterápica).

Comentários

Deixe uma resposta