Futebol moderno e preparo físico: uma breve introdução

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Durante séculos o futebol vem sendo praticado. A arte de conduzir a bola com os pés evidencia a necessidade do futebolista em possuir habilidades complexas de características acíclicas, cuja motricidade se apresenta de forma heterogênea, com constantes necessidades de adaptação as situações de momento que o jogo exige.

As constantes evoluções dos planos táticos de jogo, quando bem treinados e entendidos por quem pratica, trazem aos olhos dos aficionados pelo futebol um espetáculo atraente e cheio de alternativas.

Porém, quando se há evolução em qualquer atividade complexa,vários aspectos relacionados devem também ser desenvolvidos para proporcionar o equilíbrio necessário atingindo assim os objetivos propostos.

Quando se propõe a formação de uma equipe, deve-se tomar por base a filosofia a ser aplicada, a multifuncionalidade dos atletas no plano de ação, o entendimento dos mesmos sobre o que se quer realizar, enfim, jogar o jogo com características próprias e com capacidade de adaptação a diferentes situações, sejam elas criadas por sua equipe, ou pela adversária, além de poder canalizar positivamente todo o tipo de pressão peculiar a esse esporte.

Partindo desse pressuposto, temos no jogador de futebol a matéria-prima a ser lapidada para se chegar o mais perto daquilo que se espera de uma equipe altamente competitiva.

Com as exigências do jogo aumentadas, um dos aspectos fundamentais para se atingir uma alta capacidade de rendimento recai sobre a preparação física.

Preparar fisicamente um atleta implica em desenvolver diversas potencialidades e capacidades específicas ao futebol, respeitando sua individualidade biológica. Portanto, para aplicar as regras da especificidade a ser exigida por determinado atleta no campo de jogo deve-se levar em consideração a sua real capacidade para tal. Quando as exigências estão além da capacidade físicas do atleta, o rendimento não só desse atleta, mas da equipe como um todo é afetado.

O que quero dizer com isso: sendo o futebol um esporte coletivo, criar condições de equilíbrio das funções de cada atleta, com a visão voltada para a capacidade funcional do mesmo, é fundamental para se atingir a alta performance.

A preparação física em conjunto com a medicina esportiva, a fisiologia do esforço, a cinesiologia, a nutrição e a psicologia do esporte, proporcionam um planejamento apoiado em bases científicas cujos resultados implicam num alto condicionamento funcional e preventivo ao atleta.


Identificando as exigências do futebol

O futebol moderno, a meu ver, tem substituído o futebol arte – com poucas exceções – pelo futebol polivalente, com jogadores acumulando funções, exigindo dos mesmos atingirem estágios físicos até então pouco vistos e medidos.

Segue abaixo um quadro demonstrando as exigências individuais e coletivas de uma equipe de futebol, sem as quais não se atinge resultados em alto nível.


 

O futebol se caracteriza por exigências físicas de alto custo energético, requerendo dos jogadores um treinamento geral e específico de intensidades elevadas. Os métodos de treinamento moderno não admitem mais o empirismo – forma de aplicação de esforços que não consideram os princípios científicos das cargas e suas implicações -, colocando em risco a integridade do atleta e o rendimento geral da equipe.

Leia mais:
Luiz Carlos Brollo, preparador físico do Gamba Osaka 
 

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] jogador português de todos os tempos; capaz de utilizar-se, como poucos, do que há de melhor em medicina esportiva e de uma excelente herança genética para tornar-se quase […]

trackback

[…] jogador português de todos os tempos; capaz de utilizar-se, como poucos, do que há de melhor em medicina esportiva e de uma excelente herança genética para tornar-se quase […]

Mais conteúdo valioso