Novo capítulo: agora, o Imperador.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Caros amigos da Universidade do Futebol,

Novamente poderemos ter a oportunidade de ver um grande jogador do nosso futebol retornar aos gramados. Pelo noticiário na imprensa, o Imperador estaria com um pé no Parque São Jorge.

Já comentamos esse assunto por diversas oportunidades, mas sempre é bom destacar a cada novo episódio desse movimento de retorno. Os jogadores de futebol do Brasil já fizeram sua fama como os melhores do mundo. Agora precisamos nos esforçar para tornar o nosso campeonato local também atrativo aos olhos dos investidores, mídia, clubes, etc. vindos do exterior.

O retorno de craques aos nossos campeonatos é muito positivo, via de regra. O conceito é bom. O problema é o gerenciamento e o planejamento que envolve essa estratégia. Se todos estiverem em boa forma, é claro que seria mais fácil vender direitos de televisão para o exterior quando temos Ronaldinho Gaúcho, Adriano, Rivaldo, entre outros jogadores conhecidos mundo a fora.

Esse movimento também é importante para lotar nossos estádios, aumentando a atmosfera eletrizante das torcidas, e valorizando ao final do dia o nosso produto para ser comercializado no exterior (e no Brasil também!).

Mas, tudo tem o seu lado não tão positivo. O retorno desses craques pode criar problemas para o nosso futebol.

Em primeiro lugar, é necessário saber se o jogador ainda está em condições de atuar com a costumeira excelência, ou se de fato ele já não tem mais condições de atuar como profissional e está forçando a barra para prolongar sua carreira. E, sendo a segunda opção, o tiro pode sair pela culatra.

Além disso, é preciso atentar para os salários desproporcionais que a eles são oferecidos. Isso pode causar um rombo financeiro no clube, além de provocar uma desunião no grupo se a contratação não for bem gerenciada.

Enfim, é um verdadeiro jogo de xadrez.

O importante é a valorização do futebol nacional que tanto precisamos. Mas não à qualquer custo.

Para interagir com o autor: megale@universidadedofutebol.com.br

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais conteúdo valioso