Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O jogo de futebol está dentro de um espaço de emoções que é o treinamento e a competição. E, para falar dessa prática que é multifacetada, nós vamos tomar a liberdade de escrever um pequeno trecho de um texto do Tostão recentemente publicado no jornal Folha de S.Paulo: ´Um jogo de futebol é um espetáculo, uma metáfora da vida. Estão presentes a alegria e a tristeza, a glória e o ocaso, a razão e a paixão, a ganância e a solidariedade, o invisível e o previsível, o evidente e o contraditório, o real e o simbólico, a ternura e a agressividade e outras ambivalências que fazem parte da alma humana´.

Muitos jogadores aderem ao futebol com altas expectativas de se tornarem atletas de sucesso nacional e internacional um dia. No entanto, somente poucos atingem a excelência, porquê isto exige importantes pré-requisitos: habilidades de aptidão física (velocidade, força, agilidade, elasticidade); habilidades técnico-táticas (chute, domínio de bola, posicionamento em campo) e competências emocionais (autoconfiança, personalidade, manutenção de um estado mental equilibrado, resistência ao stress psicossocial). Assim, já não é mais possível um trabalho no futebol sem a cooperação de todas as ciências, de todos os especialistas, incluindo aí, os psicólogos e psiquiatras esportivos.

A Psiquiatria, como uma especialidade da medicina, que se ocupa da prevenção, diagnóstico e tratamento dos transtornos mentais e de comportamento, quando aliada à Psicologia Esportiva complementa a avaliação psicológica com instrumentos psiquiátricos específicos e como nosso trabalho cuida dos aspectos biológicos, psicológicos, sociais e espirituais do jogador, a abordagem e prática interdisciplinar são condições fundamentais para permitir seu desenvolvimento e do grupo esportivo.

Mas, quais serão os objetivos do Instituto de Psicologia e Psiquiatria Esportiva? Trabalhando em equipes de futebol desde 1995, já tendo avaliado mais de 500 jogadores profissionais, temos observado que têm sucesso os jogadores que conseguem sobreviver às tremendas pressões do futebol e superam as incertezas e as angústias que interferem no desempenho atlético.

Baseado nessas experiências, nossos objetivos serão de poder contribuir com alguns tópicos valiosos:

1) Aumentar o conhecimento sobre as potenciais exigências psicológicas que estão associadas aos treinamentos e competições e que fazem com que o desempenho dentro do campo seja um fenômeno complexo.

2) Desenvolver um protocolo de avaliação dessas exigências que poderá nos mostrar sua influência debilitadora ou facilitadora sobre a performance esportiva (que pode resultar em uma quantidade variável de desintegração psicológica e comportamental ou ser capaz de fazer o jogador explorar ao máximo suas habilidades e alcançar a alta performance).

3) Conhecer como a percepção dessas exigências varia em função do tempo de experiência como jogador e da posição de jogo em campo.

4) Estar mais familiarizados com as questões religiosas no futebol, pois problemas espirituais e religiosos podem exigir estratégias específicas de intervenção.

5) Avaliar e reconhecer os diversos transtornos mentais e de comportamento entre os jogadores de futebol, como os Transtornos do Humor (episódios depressivos, transtorno afetivo bipolar, ciclotimia e distimia), uso e abuso de substâncias (álcool, maconha, cocaína, alucinógenos, cafeína e tabaco), transtornos dissociativos (quem não se lembra da Convulsão Dissociativa apresentada pelo atacante Ronaldo no dia da final da Copa do Mundo em 1998, na França?), além dos diversos Transtornos de Personalidade e de Comportamento, e dos relacionados ao estresse.

6) De posse destas informações, os Psicólogos e Psiquiatras do Esporte poderão traçar planos visando à prevenção de problemas individuais e grupais e o desenvolvimento de estratégias psicológicas para trabalhar com os jogadores e treinadores de futebol sejam esses amadores ou profissionais.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais conteúdo valioso