Universidade do Futebol

Gustavo D’Avila

31/10/2013

Perdeu? Demite o técnico!

A nossa gestão do futebol, por mais que estejamos com enormes boas intenções de elevar o nível da nossa capacidade de gerir esse negócio sensacional, não resiste a algumas derrotas e uma ameaça real de descenso à Série B.

Bastam alguns momentos de instabilidade e insucessos repetidos que tudo aquilo que já tenha sido realizado seja passado remoto e, assim sendo, permaneça esquecido na memória dos executivos do futebol.

Em momentos como este, talvez, a solução mágica que todos estão acostumados no futebol brasileiro, a troca de técnico, não esteja mais fazendo o efeito e muitos executivos perguntam-se o que fazer.

Torna-se muito claro que muitas equipes, mesmo com bons elencos, não conseguem os resultados desejados por falta de confiança e ansiedade elevada durante as partidas. São falhas antes não cometidas, uma infinidade de gols incrivelmente perdidos que levam a equipe a derrota inesperada e a destruição da autoconfiança dos atletas.

Hoje, já é mais do que uma realidade os benefícios do trabalho de coaching no mundo corporativo e o esporte também tem colhido resultados com esse trabalho. Sendo assim, o que me parece faltar para apoiar na busca por objetivos comuns, desenvolvimento de equipes colaborativas, correções de rumo ou mudanças de rota de uma equipe de futebol é um trabalho de coaching sério e sustentável que proporcione alguns dos benefícios abaixo citados.

– Para os atletas e as equipes

• Aumento de performance
• Controle emocional
• Concentração
• Aprendizado e melhoria contínua
• Capacidade de recuperação

– Para técnicos e executivos

• Melhora o relacionamento interpessoal
• Aumenta relação de confiança
• Agrega novas competências de liderança
• Autoconsciência
• Autodisciplina
• Motivação
• Empatia

Um trabalho adequado de coaching pode contribuir como mais uma disciplina no universo do futebol, complemento este que pode potencializar, em conjunto com as demais disciplinas, o desempenho esportivo das equipes de futebol.

Novos caminhos são construídos com avaliação de novas disciplinas e novas alternativas na busca do desempenho de alta performance através da promoção de um comportamento diferenciado de todos os envolvidos no futebol, como os atletas, técnicos e os próprios executivos do futebol.

Infelizmente o futebol só recorre a novas iniciativas em momentos de desespero por uma situação de risco do descenso ou na iminência de alguma possível grande perda para o clube.

Mesmo sabendo que um trabalho de coaching para sustentar uma verdadeira transformação precisa ser feito de maneira evolutiva e construtiva, se faz necessário atender a esse chamado velado do futebol por novas disciplinas que possam contribuir com as já existentes, para promover um ambiente de performance elevada e maturidade de gestão nos clubes; e o com certeza o coaching é uma dessas novas disciplinas para o futebol.

E você, amigo leitor, também acredita que o trabalho de coaching pode contribuir com a melhoria de performance e a consequente redução no troca-troca precipitado e desenfreado de treinadores nos clubes de futebol?!

Comentários

Deixe uma resposta