Pré-temporada: Treinamento excessivo ou períodos de relaxamento?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A pré-temporada reduzida a duas semanas levanta uma questão: a melhor estratégia para se alcançar o desempenho ideal dos atletas é realizar treinamentos à exaustão? Ou o ideal é seguir a corrente de que é necessário conceder aos jogadores períodos abruptos de relaxamento para que eles melhor absorvam os treinamentos?

Na realidade, nenhuma das estratégias é correta. Os atletas que forçam demasiadamente sua preparação acabam por apresentar uma queda no seu rendimento, ao contrário do que se espera. Já os atletas que interrompem os treinamentos apresentam alguma perda no desempenho, mas podem recuperar-se com mais rapidez. Por isso, nem sempre a intensidade do treinamento provoca a maximização da performance.

Além disso, o excesso de treinamento pode acarretar em diversos tipos de problemas. Entre eles, a síndrome de supertreinamento com a conseqüente piora do desempenho, decorrentes da depleção de glicogênio muscular. O repouso realizado com critério e a redução da carga de treinos ajudam a melhorar a performance.

A intensidade do treinamento pode determinar as adaptações específicas que ocorrem em resposta ao estímulo do treinamento. O treinamento de alta intensidade e baixo volume somente pode ser tolerado durante breves períodos e, por essa razão, embora ele aumente a força muscular no treinamento de força e velocidade corporal total no treinamento intervalado de alta intensidade, a capacidade aeróbia permanece inalterada.

Ao contrário, o treinamento de baixa intensidade e alto volume estressa os sistemas de transporte de oxigênio e metabólico oxidativo, provocando maiores ganhos na capacidade aeróbia, mas com pouco ou nenhum efeito sobre a força muscular ou sobre a velocidade corporal total.

Bibliografia

WILMORE, Jack H & COSTIL, David L. Fisiologia do Esporte e do Exercício. Editora Manole, 2001.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais conteúdo valioso