Universidade do Futebol

Colunas

15/10/2017

Quando o sucesso atrapalha o atleta

"...o atleta precisa regularmente refletir sobre suas ações, pois por mais simples que sejam, elas podem aproxima-lo do sucesso ou do fracasso na sua carreira esportiva"

Atualmente uma situação ainda se repete com os jovens e promissores atletas, a falsa percepção de que estes atletas já sabem tudo sobre a carreira esportiva e acabam deixando com que o sucesso suba à cabeça. Esse pequeno e muitas vezes imperceptível deslize, pode custar uma carreira promissora no futebol.

Nesse contexto, cabe a nós refletir sobre a importância do atleta, em conjunto com seus agentes ou as pessoas que orientam seu cotidiano, considerar sempre as consequências de suas ações, dos seus atos na prática. Quando um atleta apresenta resultados expressivos dentro de campo, ocasionalmente ele também começa a ser procurado por meios de comunicação e pelos fãs para que conheçam melhor esse atleta. Nesse sentido, se faz necessário uma orientação adequada ao atleta, para que não se deslumbre com o universo em que atua e vive.

Na prática, um atleta, como qualquer outro profissional, necessita desenvolver a habilidade de avaliar a relevância de uma determinada ação. Ações que não condizem com o ambiente profissional, como atrasos frequentes e faltas aos treinamentos, por exemplo, podem demonstrar um problema de comprometimento com seu trabalho e uma falsa percepção da real importância ou do seu papel na equipe.

Resgato um dado de pesquisa, com mais de cinquenta anos realizada pelo Dr. Edward Banfield, da Universidade de Harvard, na qual se chegou à conclusão de que a “perspectiva de longo prazo” acaba sendo algo muito importante para determinar o seu sucesso na vida e na carreira.

Para concluirmos essa reflexão, sem reinventar a roda, vou mencionar aqui uma orientação de Brian Tracy para estimular a consideração das consequências de nossas decisões.

  1. O pensamento em longo prazo melhora a tomada de decisões em curto prazo.
    Possuir uma ideia clara sobre o que você deseja para si mesmo em longo prazo, na sua carreira, torna mais fácil tomar decisões sobre suas prioridades em curto prazo. Sendo assim, antes de realizar alguma ação fora de campo, o atleta pode sempre se perguntar: “Quais são as consequências, em potencial, de fazer ou deixar de fazer essa atividade”?.

Na prática, os atletas ou demais profissionais do esporte podem e devem examinar suas ações constantemente, se possível sempre se questionando sobre: “Qual seria o projeto ou atividade específica que, se eu realizasse eficientemente num bom prazo, produziria o impacto mais positivo sobre minha carreira”? Qualquer que seja este projeto ou atividade, pode-se fazer dele um objetivo, traçando um plano consistente para realiza-lo e executando o plano o quanto antes. Isso auxilia o atleta a se manter no rumo adequado e adicionalmente estimula a reflexão comparativa sobre o impacto das ações destrutivas em relação aos seus objetivos de carreira desejados.

Assim sendo, fica claro que o atleta precisa regularmente refletir sobre suas ações, pois por mais simples que sejam, elas podem aproxima-lo do sucesso ou do fracasso na sua carreira esportiva.

Até a próxima!

Comentários

Deixe uma resposta