Universidade do Futebol

Gepeef

02/03/2009

Resumo do livro: “A importância das escolinhas de futebol”

Com o crescimento desordenado dos grandes centros, ocorreu um grande problema em nossa sociedade. Acabaram com as áreas de lazer, não só praças, bosque, jardins, mas também os campos de várzea. Esses campos, que eram verdadeiros celeiros de craques, onde em cada esquina, praça, rua ou bairro, existia uma equipe de futebol, onde as crianças desenvolviam as suas habilidades, sua técnica, suas capacidades física, psicológica e social.
 
Com a extinção desses campos, surge um novo segmento para a ocupação do espaço perdido por jovens e crianças: as escolinhas de futebol, espaços destinados a crianças e jovens, no intuito de preencher, de uma maneira educativa e recreativa, o vazio que ficou no processo educacional.
    
Tais escolinhas de futebol, sem duvida alguma, passaram a significar lucro, mas sem deixar de estabelecer os objetivos educacionais, culturais e físicos dos participantes. O ensinamento da prática do futebol nesses locais, desde a iniciação até a idade adulta, pode ser considerado um autêntico processo formativo, seguindo uma proposta pedagógica que atende de maneira efetiva às mais diversas faixas etárias, respeitando o aluno como um ser, e não tratando-o como um produto, ou um robô que estará sempre pronto a realizar as tarefas imposta pelo professor – ou como reprodutor das atividades utilizadas com jogadores profissionais.
    
Para que o ensinamento do futebol seja considerado como um processo de formação, devemos abordar alguns aspectos essenciais, tais como:
 
– objetivo final: consiste em conseguir alcançar os objetivos traçados, no final do planejamento elaborado pelo professor. No caso específico do futebol, o aluno deverá estar preparado, para ser um profissional, com o conhecimento da técnica e fundamentos necessários para sua prática.
 
– objetivos específicos: são os objetivos de cada etapa no futebol, para que um dia nossos alunos possam chegar a ser profissionais, necessários para que não se pule etapas do processo de ensino.
 
– desenvolvimento: segundo Venlioles, a função de uma escola de futebol é preencher o tempo ocioso das crianças, orientando e ensinando a prática do futebol, respeitando a individualidade biológica de cada criança, assim como utilizando o esporte como socialização e educação. Tem também o caráter comercial, que é a “venda” de serviços do ensinamento do futebol, tendo como renda a cobrança de mensalidades e “venda” de material.
 
Considerações finais
 
Conforme o autor consultado, podemos concluir que as escolinhas de futebol têm papel fundamental para a sociedade independentemente de os alunos chegarem a ser profissionais ou não. O importante é ele ser integrado na sociedade e praticar atividades que o ajudam a melhorar ou manter uma boa qualidade de vida.
 
Bibliografia
 
VENLIOLES, FÁBIO MOTTA. Escola de Futebol. Rio de Janeiro: Sprint, 2001.

Comentários

  1. add disse:

    Depois que inventaram essa coisa de escolinha de futebol, acabaram-se os craques.

    • PAULO CARPINA disse:

      O QUE ACABOU COM OS CRAQUES FOI A DEMANDA DE VÁRIOS FATORES, ENTRE ELES, A AUSÊNCIA DE ESPAÇOS NAS RUAS DEVIDO A PROLIFERAÇÃO DE CASAS E EMPRESAS, A TECNOLOGIA SUPRIU AS BRINCADEIRAS DE RUA, A EDUCAÇÃO FÍSICA DESVALORIZADA E MAL UTILIZADA NAS ESCOLAS, O AUMENTO DA VIOLÊNCIA, ENFIM…A ESCOLINHA NÃO TEM CULPA DISSO…É APENAS MAIS UM MEIO QUE TAMBÉM TEM SEUS PSEUDOS PROFISSIONAIS, PORÉM, TAMBÉM CONTA COM EXCELENTES PROFESSORES.

Deixe uma resposta