Colunas

17/03/2017

Violência no futebol e a teoria das janelas quebradas

A relação entre violência e esporte é bastante complexa em razão de sua dimensão e importância como um dos principias fenômenos socioculturais do século XXI.

Os constantes incidentes indicam uma crescente violência nos estádios de futebol eis que, segue-se vendo, a cada semana, em algum lugar do mundo, especialmente na América do Sul, cenas dantescas de alguma tragédia que poderia ter sido evitada.

Estes incidentes levam à reflexão de que as causas da violência nos estádios de futebol não têm sido atacadas em sua raiz. É fato que cada vez há mais prevenção e evitam-se atos de vandalismos dos torcedores mediante medidas preventivas, dispositivos de segurança e leis. Entretanto, há muito que se fazer.

Ao redor do globo, especialmente na Europa e nos Estados Unidos há experiências de êxito no combate à violência.

A relação entre violência e esporte é bastante complexa com maior visibilidade ao futebol em razão de sua dimensão e importância como um dos principias fenômenos socioculturais do século XXI. Em razão desta complexidade não há um consenso quanto às causas e soluções para a violência nos estádios de futebol.

Slider-Site(1)

Analisando-se casos de sucesso no combate à violência destaca-se a aplicação da Teoria das Janelas Quebradas, tendo-se como referência verdadeira a revolução na cidade de Nova Iorque que em três anos reduziu pela metade o número de delitos.

Dois criminologistas da Universidade de Harvard, James Wilson e George Kelling, publicaram a teoria das “janelas quebradas” em The Atlantic, em março de 1982.

A teoria baseia-se em experimento realizado por Philip Zimbardo, psicólogo da Universidade de Stanford, com um automóvel deixado em um bairro de classe alta de Palo Alto (Califórnia). Durante a primeira semana de teste, o carro não foi danificado.

Porém, após o pesquisador quebrar uma das janelas, o carro foi completamente destroçado e roubado por grupos vândalos, em poucas horas.

De acordo com os autores, caso se quebre uma janela de um edifício e não haja imediato conserto, logo todas as outras serão quebradas. Algo semelhante ocorre com a delinquência.

Neste contexto, naturalmente, com adaptações a Broken Windows Theory, pode ser bastante útil e efetiva na redução dos índices de criminalidade e violência nos estádios de futebol.

Comentários

  1. Foto de perfil de Jorge Jorge disse:

    Infelizmente a familia é a mais prejudicada com essa violencia ,os vandalos estão tirando toda riqueza que existe no futebol.

Deixe uma resposta

Sobre a Universidade do Futebol

A Universidade do Futebol é uma instituição criada em 2003 que estuda, pesquisa, produz, divulga e propõe mudanças nas diferentes áreas e setores relacionados ao universo do futebol, enquanto atividade econômica e importante manifestação de nosso patrimônio cultural, nas dimensões socioeducativas e no alto rendimento, e que conquistou o reconhecimento e credibilidade da comunidade do futebol.

Posts Recentes

Cursos em Destaque

© 2016 Universidade do Futebol. Todos os direitos reservados.