Universidade do Futebol

Artigos

17/06/2019

Walter x Balança

Este artigo visa analisar a carreira do jogador Walter que, entre altos e baixos, teve momentos de destaque – ainda que o atleta ocasionalmente volte a ganhar peso e isso afete seu rendimento profissional.

Walter, oriundo do estado de Pernambuco, iniciou sua carreira nas categorias de base do Sport e alcançou destaque rapidamente de maneira a se transferir para o Rio Grande do Sul visando defender o São José-RS ainda pelos juniores. Após destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o jogador foi contratado pelo Internacional e lá iniciou sua trajetória entre os profissionais dessa modalidade esportiva.

Após alguns anos atuando pelo time colorado, o atleta se transferiu para Portugal para defender um dos maiores clubes nacionais, o Porto. “Waltinho” teve passagem breve por lá e após esse período fora do país, teve passagens por Cruzeiro, Goiás, Atlético-PR, Fluminense, Paysandu e CSA-AL. Atualmente defende o São Bento-SP.

No Goiás, conseguiu subir com o time tendo grande destaque na Série B do Campeonato Brasileiro e se destacou ainda na Série A, sendo eleito um dos destaques do Campeonato Brasileiro naquele ano. Pelo Fluminense e pelo Atlético-PR também teve atuações marcantes e de destaque a nível nacional. Recentemente, conseguiu o acesso também pelo CSA-AL na Série B, fazendo com que o time alagoano conseguisse o acesso à Série A do Brasileirão.

Porém, o pernambucano sempre carregou um detalhe peculiar em sua carreira: a luta contra os quilinhos a mais e a balança. Desde sua passagem pelo Porto, o atleta aparentava estar acima do peso e isso chamava a atenção da imprensa para o seu desempenho em campo. Contudo, o jogador correspondia com sua visão de jogo aguçada e finalizações de média-longa distância exemplares.

“Walterror” recuperou seu prestígio defendendo as cores do esmeraldino onde, além de fazer muitos gols, conseguia armar as jogadas ofensivas de sua equipe e servir seus companheiros de time ao dar ótimas assistências e possibilitar chances reais de gols para seu time. Além disso, o jogador fazia muito bem a função de pivô para os jogadores que penetravam a área adversária.

Entretanto, por mais que houvesse acompanhamento em paralelo nos clubes onde esteve, o futebolista sempre estava acima do peso e isso recentemente acabou comprometendo seu desempenho em campo. Ele não é mais o jovem do outrora e a luta contra a balança pode acabar pesando contra o empenho que havia dele em tempos mais vindouros.

Nos é notório o talento que o jogador em questão possui e também que não se desaprende a ter o talento com o qual ele foi prestigiado em vida. Não só ele a nível nacional, como outros exemplos de Val Baiano, Ronaldo (“Fenômeno”) e Adriano (“Imperador”) – e “Hermanos” como Maxi Lopéz e (“Pepito”) Higuaín – também travaram lutas contra a balança em suas respectivas carreiras.

Agora em clube de pequena expressão regional, será que o “W18” voltará a ter destaque nacional e recuperar o prestígio que teve a alguns anos que o credenciaram a ser um dos atacantes de maior destaque a nível nacional? Somente Walter – e se sagrando vencedor nessa sua luta pessoal – poderá nos responder com mais gols e boas atuações com o futebol que sabemos que ele possui.

 

Comentários

Deixe uma resposta