entrar  Esqueceu a senha?   ou 
Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao conteúdo
 
destaque
Bruno Baquete
Colaborador

Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), em 2010. Mestrando em Ciências do Desporto na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (Aluno Especial).

Dentre os trabalhos mais recentes foi analista de desempenho tático para técnicos e equipes de futebol. Foi treinador adjunto na base do Paulínia F. C e A.A. Ponte Preta. Foi coordenador técnico de escolas de futebol. Atualmente é assistente técnico nas categorias de base do Sport Club Corinthians Paulista.

Nos anos de 2010 e 2011 participou como professor convidado de cursos de graduação e pós-graduação na Universidade Gama Filho e na Universidade Estadual de Campinas.

Além disso foi professor no curso Curso Master em Técnica de Campo promovido pela Federação Paulista de Futebol em parceria com a Universidade do Futebol.

Dedica-se ao estudo e aplicação de uma metodologia pautada nas novas tendências do treinamento esportivo no futebol.

Coluna
Que venha a pré-temporada: treino físico x treino tático
Colocar a tática acima das demais vertentes do jogo não é o mesmo que colocar a técnica sobre as demais?
08/01/2012

Adicionar aos favoritos
Adicionar aos favoritos

Depois das peladas de final de ano, festas e merecidas férias, chega o momento da volta e com ela a temida pré-temporada.

Neste momento, o objetivo geral é colocar os jogadores em forma e prepará-los para o período competitivo, certo?

Sabemos que não é bem assim em grande parte de nossas equipes, inclusive as de base...

No futebol, temos um "micro período" de preparação antes do período competitivo, que se estende por quase todo o ano. Sendo assim, o que podemos fazer nesse curto espaço de tempo antes das competições?

Como vocês bem sabem, o objetivo da coluna não é trazer conteúdos prontos nem receitas de bolo, então para começar bem o ano, vamos refletir sobre as afirmações do atual treinador do Real Madrid, José Mourinho, sobre o período preparatório no livro "Mourinho: Porquê tantas vitórias?":

"As semanas preparatórias incidem, de forma sistemática, na organização táctica, sempre com o objetivo de estruturar e elevar o desempenho colectivo. As preocupações técnicas, físicas e psicológicas (como a concentração, por exemplo) surgem por arrastamento e como conseqüência da especificidade do nosso modelo de operacionalização"

Esse trecho reflete o pensamento da Periodização Tática, onde a tática (como o nome já sugere) é o norte para a estruturação do processo de treino; sendo assim, as demais componentes do jogo se desenvolvem, paralelamente e subjugadas à tática. Mas será que não teremos problemas com isso?

Será que colocar a tática acima das demais vertentes do jogo não é o mesmo que colocar a técnica sobre as demais?

Voltemos para a pré-temporada...

Através das palavras de José Mourinho, podemos observar que desde o início da temporada o objetivo é o desenvolvimento do Modelo de Jogo da equipe. Aparentemente, não há uma preocupação prioritária com o desenvolvimento das capacidades biomotoras dos atletas.

Devo, então, idealizar meu modelo e desenvolvê-lo desde o primeiro dia de trabalho, correto?

Mas isso é viável, hoje, no futebol brasileiro?

Tudo o que é feito na preparação física de nossos atletas deve ser deixado de lado?

Penso que a preparação física é importante para se jogar futebol, assim como a pré-temporada, contudo a mesma deve ser subjugada não à tática, mas ao jogo.

Desse modo, a preparação física deverá ser desenvolvida de maneira especificamente fractal, e a preparação agirá diretamente na performance de jogo dos atletas.

A pré-temporada deve ser vista como um momento de preparação geral de jogo em que todas as componentes devem ser desenvolvidas relativamente de maneira ótima.

Mas e a Periodização Tática?

Colocar a tática sobre as demais componentes do jogo é como subjugar as demais componentes do jogo à técnica ou ao físico.

As partes fractais do jogo devem se desenvolver tendo o jogo como norte e não uma ou outra parte fractal, mas deixemos essa discussão para um outro momento...

Por hora, agradeço ao Rodrigo Azevedo Leitão pela Periodização Complexa de Jogo.

Nossa pré-temporada de colunas já começou com muitas perguntas, mas as respostas virão com o tempo!

Um excelente ano para todos nós!

Até a próxima!

Para interagir com o autor: bruno@universidadedofutebol.com.br 

Tags: Periodizaçao tática , modelo de jogo , Setor Técnico , complexidade , treinamento esportivo , pré-temporada

UNIVERSIDADE NO FACEBOOK

©2013 Universidade do Futebol