entrar  Esqueceu a senha?   ou 
Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao conteúdo
 
destaque
Eduardo Barros
Colunista

Técnico de futebol CBF-Licença B, formado em Educação Física pela UNICAMP-SP e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Ex-atleta de futebol, também tem cursos e capacitações na área de Neurolinguística, Coaching e Liderança.

Trabalhou por quatro anos no Paulínia FC, exercendo as funções de técnico, auxiliar técnico e analista de desempenho, nas diferentes categorias, do sub-11 ao sub-17. Como membro do Departamento de Pedagogia participou da elaboração do “Currículo de Formação do Atleta”.

Em mais de duas temporadas no Grêmio Novorizontino, atuou como auxiliar técnico da equipe profissional e treinador das categorias sub-20 e 17. Exerceu também a função de Head Coach das Categorias de Base, coordenando as diretrizes técnicas da gestão de campo.

No Clube Atlético Paranaense, foi técnico da equipe sub-13, auxiliar técnico da equipe sub-17, Construtor Metodológico (sendo responsável pela criação didática do Modelo de Jogo do Clube) e Coach individual.

Atualmente, é auxiliar técnico da equipe sub-23 do Coritiba Foot Ball Club e consultor metodológico das categorias de base. Atua também como professor no curso de Gestão Técnica da Universidade do Futebol, além de ministrar outros cursos e palestras com os temas Categorias de Base e Metodologia de Treinamento.
 

Coluna
Banco de jogos - jogo 2
Jogo de mobilidade em ambiente específico com trocas de posição e apoio. Como um time cumprirá a lógica?
31/12/2011

Adicionar aos favoritos
Adicionar aos favoritos

A dinâmica imposta pela equipe do Barcelona é invejável. Com a posse de bola, constroem um jogo apoiado, com movimentações constantes para chegar à zona de risco adversária. A posse pela posse é observada somente quando a lógica do jogo está sendo cumprida com relativa facilidade.

O jogo identificado abaixo torna propensas as ocorrências da mobilidade com trocas de posição e do apoio, que são ações táticas observadas na organização ofensiva da equipe catalã, e que serão necessárias para se aproximar da vitória na atividade em questão.

Jogo conceitual em ambiente específico de mobilidade com trocas de posição e apoio

- Campo dividido nas zonas de altíssimo, alto e médio risco e também nos setores A, B, B' e B'';

- Com isso, ocorrerá a formação de retângulos com as seguintes medidas aproximadas:

Altíssimo Risco: 16 x 40m
Alto Risco: 8 x 40m
Médio Risco: 24 x 14m

 

 
 

Plataforma de Jogo Equipe A (azul): 1-4-4-2 Losango
Plataforma de Jogo Equipe B (verde): 1-3-5-2

Regras do Jogo

1. No campo de defesa cada jogador pode dar no máximo dois toques na bola; caso dê o terceiro toque = 1 ponto para o adversário;

2. No campo de ataque, nos setores A, B, B', B" e de médio risco, cada jogador pode dar no máximo 3 toques na bola; caso dê o quarto toque = 1 ponto para o adversário;

3. Nos setores de alto e altíssimo risco, a quantidade de toques é liberada;

4. O jogador que realizar um passe à frente da linha 3 (com exceção do passe originário do setor A e da zona de altíssimo risco) não poderá permanecer no mesmo setor em que estava quando executou o passe; caso permaneça no mesmo setor = 1 ponto para o adversário;

5. Passe originário do setor A, à frente da linha 3 com troca de posição, ocupação do Setor A por outro jogador e manutenção da posse de bola = 1 ponto

6. Seis trocas de passe consecutivas à frente da linha 3, com as trocas necessárias de setores = 2 pontos

7. Seis trocas de passe consecutivas à frente da linha 3, com as trocas necessárias de setores + gol = 10 pontos

8. Demais gols = 3 pontos

Veja, abaixo, os exemplos:
 

Regra 4



 
 

O atleta número 8 da equipe Azul realizou um passe para o seu companheiro número 7 e, na sequência da jogada, não trocou de setor. Desse modo a equipe adversária marca 1 ponto.
 

Regra 5

 



 


 

O atleta número 5 da equipe Azul realizou um passe para o seu companheiro número 10 e trocou de posição com o atleta número 8. Como o jogador número 10 manteve a posse de bola a favor da sua equipe, passando para o número 7 (e trocando de setor), 1 ponto para a equipe Azul.
 

Regra 6



 







Como pode ser observado nas figuras, a equipe verde realizou seis trocas de passe no campo de ataque com as devidas trocas de setores. (5 passou para 6; 6 passou para 10; 10 passou para 2; 2 passou para 9, nove passou para 11 e 11 passou para 10). A equipe verde marca 2 pontos.

 

Regra 7


Se na sequência da jogada após a troca de seis passes ocorrer o gol, ele valerá 10 pontos. Demais gols (bola parada e ações em que não houve a troca de seis passes) equivalem a 3 pontos.

Para dúvidas, críticas ou sugestões, escreva-me. As trocas de informações e discussões são as grandes potencializadoras da construção do conhecimento.

Obrigado por ter me acompanhado no ano de 2011, já adianto o convite para caminharmos juntos no próximo ano e que não faltem desafios, conquistas, aprendizados e muito trabalho.

Um abraço e que venha 2012!


Para interagir com o autor: eduardo@universidadedofutebol.com.br

Tags: Setor Técnico , jogos reduzidos , Plataforma de jogo , modelo de jogo , barcelona , Posse de Bola , gol

UNIVERSIDADE NO FACEBOOK

©2013 Universidade do Futebol