Universidade do Futebol

Gustavo D’Avila

18/06/2015

Atleta, exemplo?

Num mundo atual onde a exposição da vida humana chega a índices elevados com o uso indiscriminado das redes sociais e do universo dos selfies vivenciado por todos nós, é muito comum percebermos as pessoas expondo suas vidas sem muita consciência do impacto que podem causar a si próprias e aos demais de sua convivência.

Com os atletas de futebol, isso também acontece e em grande escala, muitos são reconhecidos como estrelas da mídia e este status oferece perigos aos atletas que não possuem uma vida mais estruturada e orientada dentro das expectativas traçadas por eles próprios para seu futuro.

Além do prejuízo causado à suas próprias vidas, muitos não percebem que servem de exemplo para muitas outras pessoas desde crianças até adultos. Muitos se perdem nesse turbilhão de estrelismo exacerbado que o mundo atual oferece.

Um exemplo muito recente foi o caso do acidente automobilístico do atleta da seleção chilena Vidal, no qual o mesmo se envolveu num acidente ao dirigir seu veículo após ter consumido níveis elevados de bebida alcoólica. Como ele, muitos não percebem o risco que existe por acreditarem que estão acima do bem e do mal pelo fato de serem atletas de ponta no futebol, seja no âmbito nacional ou mundial.

Pelo status que carregam, o comportamento destes atletas tem seus reflexos potencializados nas demais pessoas, independente se o comportamento apresentado por eles foi bom ou mau. Infelizmente os comportamentos ruins parecem ter mais efetividade nas pessoas que seguem o atleta de ponta, fazendo com que muitos jovens espelhem estes comportamentos em suas vidas.

Bom mesmo seria, se pudéssemos falar muito mais sobre exemplos de ótimos comportamentos dos atletas, que por possuírem uma adequada integridade e congruência de seus atos com suas expectativas para a face pessoal e profissional de sua vida, são invariavelmente associados a bons exemplos de conduta humana.

Assim, cabe a nós ao menos devemos refletirmos sobre o tema e contribuirmos de alguma forma para que a cada dia os exemplos destes heróis populares, do nosso país principalmente, sejam os melhores possíveis. Chega de maus exemplos, certo?

Até a próxima! 

Comentários

Deixe uma resposta