Universidade do Futebol

Colunas

30/05/2016

Cruzeiro já foi rebaixado: mito ou realidade

Cruzeiro não caiu de divisão em 1925, pois à época houve uma dissidência no Campeonato Mineiro e a criação de competição paralela

Atlético e Cruzeiro possuem uma das maiores rivalidades do Brasil e como toda grande rivalidade, há uma série de provocações sadias entre as torcidas.

A torcida celeste não perdoa o fato do Atlético ter sido rebaixado em 2005 para a segunda divisão do campeonato brasileiro.

A torcida alvinegra reage sob o argumento de que o Cruzeiro teria sido rebaixado à segunda divisão do Mineiro em 1926.

Mito ou realidade?

Nos anos 20 ainda não havia a organização federativa de hoje onde a CBF administra o futebol brasileiro e recebe a filiação das Federações estaduais, sendo uma por Estado.

Ademais, naquela época o futebol era amador, eis que a profissionalização teve início nos anos 30.

No período dito amador existiram vários torneios considerados precursores do Campeonato Mineiro, como a Taça Bueno Brandão de 1914, organizada pela Liga Mineira de Desportos Terrestres (LMDT)

Os primeiros campeonatos mineiros (a partir de 1915) eram amadores e disputados apenas por times de Belo Horizonte, por essa razão eram torneio da cidade.

Oficialmente, o futebol mineiro de profissionalizou em 1933.

Em 1926 houve dois campeonatos, organizados por duas ligas distintas e independentes.

O Atlético venceu o campeonato da Liga Mineira de Desportos Terrestres, considerada oficial e precursora da atual FMF e o Palestra Itália (Cruzeiro) venceu o campeonato da Associação Mineira de Esportes Terrestres (AMET).

Há duas versões para a saída do Cruzeiro da LMDT.

Segundo uma teoria, este rompimento teria se dado por opção do Cruzeiro em virtude do descontentamento com a crescente profissionalização da Liga Mineira de Desportos Terrestres.

Segundo a outra versão, o Cruzeiro teria sido expulso da LMDT por tê-la desobedecido e disputado um amistoso na cidade de São Paulo contra o Caçapavense.

Imprescindível destacar que, em 1925, o Cruzeiro, então Palestra Itália, foi vice-campeão mineiro.

Assim, independente da versão, o Cruzeiro não foi rebaixado em 1925 e não disputou a segunda divisão do Campeonato Mineiro de 1926, o que houve foi, durante a época do amadorismo, uma dissidência e a criação de competição paralela.

Portanto, trata-se de mito.

Comentários

  1. Bruno disse:

    Na verdade o Cruzeiro não foi rebaixado, mas ficou com medo da disputa.

  2. Cleo Batista disse:

    Kkkkkkkk
    Kkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkkk

  3. Edivar da Costa Prado Tenório disse:

    É engraçado ver Atleticanos buscarem um rebaixamento do Cruzeiro (ou placares mirabolantes) em uma época onde o futebol nem profissional era (pois só veio a se tornar profissional a partir da década de 30).

    Todo amante do futebol, independente de ser atleticano ou cruzeirense SABE que, na “era do futebol amador” aqui no Brasil aconteceram muitas dissidências por conta da evolução do futebol para o profissionalismo (e quem conhece a história do futebol PAULISTA sabe bem do que estou falando).

    Aliás, falando sobre o futebol paulista e seus “atritos” com relação a evolução do amadorismo para o profissionalismo, temos um belo exemplo… O EXTINTO Paulistano…

    Em 1926 o futebol paulista (assim como o futebol MINEIRO) começava a partir para o profissionalismo, e o Paulistano, fiel às raízes amadoras do esporte, foi contrário a tudo isso e fundou uma nova liga, a Liga dos Amadores de Futebol (LAF). A liga durou até 1929, quando o clube resolveu fechar seu departamento de futebol.

    Pra se ter uma ideia esse EXTINTO TIME chegou a ter 11 títulos paulistas! Imaginem que, na época era como se um clube GIGANTE da atualidade tivesse simplesmente “fechado as portas” por querer se recusar a profissionalizar…

    Só pra constar, quando o Paulistano saiu dos campos (em 1929) ele era disparado o melhor time do estado de São Paulo, tinha onze títulos contra sete do Corinthians e três do Palestra Itália. Então o caso do Cruzeiro NÃO É um fato histórico isolado desta “briga” que envolveu clubes por conta do profissionalismo.

    Enfim, falei sobre tudo isso para demonstrar o Cruzeiro tinha essa mesma gana de querer manter o amadorismo como tradição da época, e não tem nada haver com a época profissional em que vivemos hoje, volto a dizer, buscar placares mirabolantes e REBAIXAMENTO (!?) na “era do amadorismo” é de uma desonestidade ou (eu quero acreditar pra não ficar ridículo) de um desconhecimento da conjuntura do futebol da época que não tem nem como discutir.

    Diante disto, só resta dizer… “Prefiro amar o futebol e sua história do que ser clubista, pois o clubista NUNCA verá a história do futebol como ela realmente é.”

    • Roberto Sávio disse:

      Vc domina bem o assunto em !!!!, vc só esqueceu de saber, que esses placares MIRABOLANTES citado por vc, não foi inventado ou procurado por atleticanos, e sim foi surgido através da ENCICLOPÉDIA DO CRUZEIRO, logo após 2011, deixando bem claro, que torcedores ATLETICANOS não tem nada a ver com o surgimento do assunto, usando o msm para justificar qualquer placar desfavoravél ao msm, mesmo pq, o próprio time, tem 20 jogos registrados a favor de si, com placares elásticos no adversário, publicado tb pela ENCICLOPÉDIA DO CRUZEIRO, logo, deveria primeiro consultar a história do futebol mineiro e a origem dos assuntos dos mesmo, para opinar melhor e com fato veritico.

  4. vinicius disse:

    kkkk…morro de rir das Marias,nao adianta fugir o nome pegou Marias,Marias,Marias, Mariasssss

  5. Roberto Sávio disse:

    A verdade é que, tudo que se trata de história e está registrado ao longo dos anos de todos os campeonatos do país, seja ele amadorismo ou profissionalismo é válido, pois não foi atleticano ou cruzeirense nenhum que registrou o fato, isto é registrado pelos meios de comunicação, logo, dizer que não vale os registros e comentários da época é pura demagogia de quem quer ignorar a história, veja o exemplo politico, é o msm que considerar que um presidente da época não pode ser considerado presidente da época, simplesmente pq era época do facismo, ora, pq dizer que o anadorismo do futebol não merece registro nem consideração só pelo simples fato de ser futebol amador, outra, dizer que isto é uma alucinação de torcedor atleticano e que o placar de 9×2 seria mirabolante e inventado, se este assunto nasceu da enciclopédia do time do Cruzeiro, é bem contraditório o que este rapaz paulistano chamado Tenório está dizendo, deveria conhecer primeiro os assuntos e história do futebol mineiro, para depois tentar opinar com certeza dos fatos algo a respeito.

  6. Mara Cristina disse:

    Todo atleticano sabe que o maior clube de Minas é o cruzeiro , isso é realidade e não cubismo.

  7. PEDRO Sousa disse:

    quem foi rebaixado? de fato?
    quem teve chance real de rebaixar o adversario ? e TREMEU, TOMOU DE 6, PODERIA ter manchado a historia do MAIOR DE MINAS, mas nem isso conseguiram,

    • Eduardo Magalhães disse:

      Livro PDF
      De palestra a Ipiranga 1921 1942

      A rivalidade entre atlético e palestra e o fim do Ipiranga e fecha as portas e doou todos os troféus para campanha do metal na seg.guerra mundial

      Mito ou verdade o cruzeiro já fechou as portas

      .


      .

    • Talyta Parreira disse:

      O mês é dezembro de 2019, e o Cruzeiro tem 86% de chance de cair, os jogadores estão horríveis, Tiago Neves perdeu um pênalti de forma horrorosa, perdeu pro VASCO DA GAMA, e quarta aguardamos a próxima derrota para a série b. Ridículossssssss Maria vocês trememmmm!

  8. Eduardo disse:

    O pior momento no futebol do Ipiranga de BH foi quando doou todos os troféus para campanha do metal na segunda guerra mundial e fechou as portas em 1942.

    De palestra 1921*Ipiranga 1942-|-
    Fonte livro PDF a lucta dos titans

  9. William disse:

    So lembrando que o ALMANAQUE DO CRUZEIRO citado em comentario anterior, nao é reconhecido pelo Cruzeiro Esporte Clube, e tambem foi escrito (pasmem vcs) por um atleticano, daí a inclusão desse placar mirabolante que n se vê um gol desses no you tube, diferente do 6 x 1 q a qualquer momento vc pode acessar as midias e rever o coro……

    • Eduardo disse:

      Time Refundado não tem centenário!?
      O cruzeiro cair? extinto? Sendo que já foi até Refundado!!

      O Galo já fez até o rival mudar de nome ..
      Isso aconteceu em 1942 quando se chamava Ipiranga, onde doou todos troféus e taças para campanha do metal na segunda guerra Mundial,ou seja todos os títulos até 1942 deixaram de existir pois o Ipiranga fechou as portas

      De palestra 1921″ a Ipiranga 1942-|-

      Fonte: livros PDF
      A Lucta de Titans.
      Clássico dos clássicos das alterosas mineiras

Deixe uma resposta