Universidade do Futebol

Colunas

05/07/2018

Futebol alemão em crise?

Muita gente no Brasil vibrou com a eliminação da Alemanha da Copa. Esses se sentiram vingados, ou parcialmente vingados, pelos 7 a 1 do mundial anterior, mas há inúmeras discrepâncias entre o vexame alemão de 2018 e a humilhação brasileira de 2014.

A derrota do Brasil há quatro anos simbolizou tudo o que há de errado em nosso futebol. Não foi o ‘time de Felipão’ que foi humilhado. Foi o futebol brasileiro que ali teve a sua inferioridade global mostrada a todo o planeta. Estamos doentes faz muito tempo. Mas no Mineirão em 2014 foi aberta uma enorme ferida que ficou evidente para todos o tamanho e a profundidade da nossa péssima saúde.

E entenda que aqui não há nenhum complexo de vira-lata. Muito menos oportunismo. Não foi porque ganhamos em 2002, por exemplo, que tudo estava perfeito. Pelo contrário. Já estávamos envolvidos com inúmeras CPIs e acusações. Mas um título mundial sempre causa a falsa impressão de que está tudo bem. Muitas vezes o torcedor compra a ideia de que seleção e futebol brasileiro são a mesma coisa. Mas não. São coisas completamente diferentes. O nosso time é e sempre será um dos melhores do mundo. Porém ele não representa em sua totalidade o futebol do país. Falo aqui de dirigentes, calendário, renda dos clubes, condições de trabalho, qualidade do campeonato nacional e uma serie de outras coisas.

Você acha que se o Brasil de Tite ganhar a Copa estará tudo bem? O atual e últimos presidentes da CBF são gênios? Estamos em nossos campeonatos locais praticando um futebol de qualidade? Tenho dúvidas.

A Alemanha mesmo tendo sido um fiasco na Copa da Rússia segue no caminho certo. O planejamento estabelecido após o vice-campeonato de 2002 segue adiante normalmente. Os alemães entenderam naquele momento que estavam muito arraigados no futebol jogado no século passado. E revolucionando a formação dos jogadores, técnicos e fortalecendo o campeonato nacional mudaram completamente sua filosofia de jogo.

Outro exemplo que corrobora com isso: a seleção da Inglaterra não ganha nenhuma Copa desde 1966. Mas eles tem a melhor liga do mundo. Compreende a diferença entre gestão do futebol e o que representa a seleção do país?

O torcedor brasileiro tem todo o direito de comemorar a desclassificação da Alemanha. Mas eles estão no caminho certo. Já nós…mesmo ganhando a Copa estamos na segunda, caindo para a terceira divisão mundial.

 

Comentários

  1. Wanderson Marçal disse:

    Que artigo ruim. O próprio Gerd Wenzel, comentarista dos canais ESPN, fala que o futebol alemão está em crise. A federação está em crise. A Liga, que perdeu o terceiro lugar no coeficiente da Europa (e perderia uma vaga na UCL não fosse a mudança pra beneficiá-la), cujos times médios e grandes não conseguem competir por jogadores com os pequenos da Inglaterra (O Mayer acabou de sair do Schalke para ir pro Crystal Palace), passa por uma crise e assume isso publicamente. Estão cogitando até mudar o sistema para o mata-mata porque o campeonato é extremamente previsível, só tem um time…

    E não bastasse a análise de um quadro que se desconhece, a dose cavalar de vira-latismo usando como exemplo o 7 a 1. Ué, o 7 a 1 serve pra expor a inferioridade global do futebol brasileiro, mas a Alemanha eliminada na primeira fase PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA não serve pra demonstrar crise no futebol alemão? Que coerência.

    Pelo visto vocês entendem tanto de futebol quanto eu de física nuclear.

Deixe uma resposta