Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Passado o primeiro terço da Série A do Campeonato Brasileiro para a maioria dos clubes, dos 134 jogos realizados até aqui, o número de vitórias com mando de campo é de 48%, contra 27% sem mando.

Mas se o importante é somar o maior número de pontos, será que adquiri-los dentro ou fora de casa faz alguma diferença?

A tabela abaixo mostra o aproveitamento dos quatro primeiros colocados no campeonato, em que observamos aproveitamento superior aos 60% em todos os clubes.


 

É possível observar que até o momento, apesar de serem as melhores equipes do campeonato, o comportamento de cada é bem diferente em relação aos jogos com ou sem mando de campo.

O Palmeiras, por exemplo, embora seja o que tem maior aproveitamento em jogos como mandante (90,47%), é a equipe que apresenta-se com a quarta colocação em função do mal aproveitamento dos jogos realizados fora de casa (33,33%). Já o Flamengo é a equipe que apresenta maior equilíbrio tanto fora quanto em casa (71,42% para cada), assim como o Vasco, que segue a mesma tendência.

Muitos estudos já comprovaram que há vantagem de se jogar em casa independente do esporte praticado (Pollard e Pollard, 2005). No futebol, esse fenômeno não é diferente e já foi documentado em Espanha, (Sánchez et al. 2009), Turquia (Seçkin e Pollard, 2008), França (Dosseville 2007), Austrália (Clarke 2005), Escócia (Nevill et al. 1996), Inglaterra (Thomas et al. 2004) e em várias competições européias e sul-americanas (Pollard 2006).

Recentemente, um estudo realizado com o futebol brasileiro (Silva et. al. 2010) verificou não somente a vantagem de se jogar em casa, mas também as diferenças entre times de alta e baixa qualidade. Após analisar o desempenho de equipes brasileiras nos campeonatos que ocorreram entre 1998 e 2007, os autores encontraram taxa de aproveitamento de 32,60±5,62% para os times de baixa qualidade; 50,60±2,31% para equipes medianas e 66,60±2,79% para equipes de ponta (p<0,001). Com o levantamento, os autores concluíram que o fator local do jogo pode ser atributo de vantagem nos confrontos do Campeonato Brasileiro da primeira divisão, sendo mais pronunciada quando a qualidade do clube é maior.

Apesar dos achados, os fatores que justificam tal aproveitamento ainda não são claros ou não se reproduzem em todos os países.

Fatores como viagem, motivação, auto-confiança, postura da equipe, pressão da torcida e interferência da arbitragem podem explicar parte desse fenômeno e necessitam de maior investigação.

Com isso, é importante que cada equipe conheça suas forças e limitações tanto dentro quanto fora de casa para traçar estratégias que possam melhorar seu desempenho geral afinal três pontos em casa valem a mesma coisa do que três pontos fora.

Para interagir com o autor: cavinato@universidadedofutebol.com.br

Referências bibliográficas

Pollard R, Pollard G. Long-term trends in home advantage in professional team sports in North America and England (1876-2003). J Sports Sci. 2005 Apr;23(4):337-50.

Sánchez PA, García-Calvo T, Leo FM, Pollard R, Gómez MA. An analysis of home advantage in the top two Spanish professional football leagues. Percept Mot Skills. 2009 Jun;108(3):789-97.

Seçkin A, Pollard R. Home advantage in Turkish professional soccer. Percept Mot Skills. 2008 Aug;107(1):51-4.

Dosseville FE. Influence of ball type on home advantage in French professional soccer. Percept Mot Skills. 2007 Apr;104(2):347-51.

Clarke SR. Home advantage in the Australian Football League. J Sports Sci. 2005 Apr;23(4):375-85.

Nevill AM, Newell SM, Gale S. Factors associated with home advantage in English and Scottish soccer matches. J Sports Sci. 1996 Apr;14(2):181-6.

Thomas S, Reeves C, Davies S. An analysis of home advantage in the English Football Premiership. Percept Mot Skills. 2004 Dec;99(3 Pt 2):1212-6.

Pollard R. Worldwide regional variations in home advantage in association football. J Sports Sci. 2006 Mar;24(3):231-40.

Silva CD, Medeiros NC, Silva ACD. Vantagem em casa no campeonato brasileiro de futebol: efeito do local do jogo e da qualidade dos times. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum 2010, 12(2):148-154.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Deixe o seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais conteúdo valioso