Universidade do Futebol

Eduardo Fantato

17/07/2012

Internet e local para fixar filmadoras: base para implementar tecnologia

No texto desta semana, trago alguns pontos sobre infraestrutura básica para a implantação de recursos de tecnologia nos clubes de futebol.

Discutimos por inúmeras vezes que os clubes devem incorporar processos tecnológicos na sua gestão, envolvendo desde os departamentos administrativos até o departamento de futebol, centro de inteligência de jogo, etc. Sabemos que a atualização e capacitação profissional são imprescindíveis para isso.

Citamos por diversas vezes ainda a necessidade de se quebrar preconceitos e paradigmas a respeito do uso dos equipamentos. Numa outra oportunidade, discutimos a questão de se investir em projetos para captação e desenvolvimento de inovações.

Porém, muitas vezes as empresas que hoje dominam o setor tecnológico nos mais diferentes segmentos encontram uma dificuldade ao tentar entrar no mercado futebol que é mais simples do que se imagina, mas um grande entrave quando falamos de sua implementação no campo prático.

Apenas para o leitor acompanhar o raciocínio, a tecnologia no futebol tem alguns focos que devem ser analisados:

– a atualização do profissional;

– a integração do profissional do esporte com o de tecnologia para desenvolver recursos e soluções;

– aceitação dos gestores;

– controle, acompanhamento e utilização dos recursos propriamente dito;

– a infraestrutura necessária para a utilização dos recursos.

As barreiras são muitas, mas já vem sendo enfrentadas e superadas por quem atua nesse segmento; ainda esbarramos, entretanto, em questões de simples resolução que acabam emperrando a evolução da tecnologia a serviço do futebol.

Hoje, os sistemas são baseados em internet e em câmeras de vídeo, sem entrar no mérito da utilização de outros recursos de rastreabilidade e tecnologias de comunicação, equipamentos laboratoriais, etc.

E muitas vezes após muitas reuniões, esclarecimentos, capacitações e desenvolvimento de um projeto que só vem agregar valor ao clube, há a barreira da burocracia ou a dificuldade de convencimento de investir em aspectos básicos para o funcionamento de toda a solução desejada pelo clube.

E quando falo em aspectos básicos, refiro-me a três importantes e simples pontos que poderia até apostar com o amigo leitor que atua no meio que já passou ou ouviu similar dificuldade.

Trata-se da estrutura de internet do estádio e centro de treinamento, postes e locais para instalação de câmeras filmadoras para controle de treino e jogo e sinal de rede de telecomunicação de uma forma geral.

Dentre tantas barreiras que a tecnologia enfrenta no futebol, temos que superar as mais básicas para que todo o resto possa se alocar e contribuir como de fato pode fazer.

Para interagir com o autor: fantato@universidadedofutebol.com.br
 

Comentários

Deixe uma resposta