Universidade do Futebol

Rodrigo Barp

20/01/2014

Muito além do futebol

O ano de 2014 será bastante simbólico para o futebol brasileiro. Em especial, por ser o ano de realização, pela segunda vez, da Copa do Mundo no país.

Nesse sentido, tudo aquilo que acontecer nas ruas na esteira do evento – como as manifestações ocorridas no ano passado, durante a Copa das Confederações – bem como o que não ocorrer – entrega das obras do PAC da Copa, por exemplo – será reflexo de nossas circunstâncias históricas, desenhadas desde o início da formação do nosso povo. O que nos define como Brasil e como brasileiros. Vai muito além de 2007, ano em que fomos escolhidos como sede pela Fifa. Não adianta transferirmos responsabilidades…

O próprio Bom Senso FC, movimento articulado por jogadores cujo protagonismo técnico-intelectual é marca registrada, assumiu a responsabilidade da categoria, e toda a carga associada a uma postura desafiadora, para apresentar uma pauta de discussão sobre o modelo de gestão do futebol brasileiro. Nela se encontra, dentre outros, o “fair play financeiro”, que sugere uma política austera de remuneração, que tocaria desde já nos bolsos de jogadores e técnicos, com a redução de seus altos salários, mas que visa o equilíbrio e a sustentabilidade dos clubes no longo prazo.

Esse contexto provoca, inegavelmente, em toda a indústria do futebol, uma visão crítica sobre o importante papel que cada profissional, cada clube, cada entidade, cada empresa, ocupa junto à sociedade. Junto. Não sozinho ou fora dela.

E começar 2014 com o lançamento, pelo Santos FC, do Programa “Muito Além do Futebol” é prova concreta de que a responsabilidade social corporativa (RSC) no futebol pode e deve fazer parte da visão estratégica dos clubes.

http://www.santosfc.com.br/muito-alem-do-futebol/

O clube se soma ao Coritiba FC, ao SC Internacional, ao Grêmio FBPA e ao Atlético Paranaense (que finaliza o projeto para instituir sua Fundação) na lista dos clubes cuja RSC está integrada ao planejamento estratégico.

No novo site oficial que acaba de ser lançado pelo Santos, o programa ganha destaque e possui vasto conteúdo audiovisual, identidade própria (logomarca).

Eis o que “pensa” o clube sobre RSC, nela imbutidos os conceitos de missão e visão:

“Muito Além do Futebol é a marca do SantosFC que traduz a sua filosofia de Responsabilidade Social. Promovemos ações especiais ao longo do ano, envolvendo nosso público interno e externo, em prol de crianças e jovens que se identificam com o futebol arte e carecem da sua atenção especial para viverem dias melhores. Na maioria das ocasiões, firmamos parcerias estratégicas com organizações do terceiro setor motivadas a fazer o mesmo!”

GRAAC, AACD, Happy Down, Criança Esperança, Unicef, são algumas das instituições parceiras do programa. Campanhas de Doação de Sangue, Arrecadação de Agasalhos e Alimentos, bem como Doação de Sangue, fazem parte do conjunto de iniciativas realizadas diretamente ou em apoio às instituições.

Além disso, o importante posicionamento institucional do programa junto à comunidade resta evidente no “Manifesto”, aqui transcrito:

“Somos Santistas, o time do Rei. Fabricamos sonhos e craques há mais de 100 anos. Com os pés no gramado, paramos uma guerra. Com ousadia e alegria, globalizamos moicanos. Por isso acreditamos que o futebol é um dos maiores veículos de comunicação do planeta, uma força que alcança as pessoas, inibe as barreiras e, além de incitar paixões, é capaz de sensibilizar e multiplicar posturas solidárias, voluntárias, do bem. Para retribuir o dom que nos foi dado, de transformar meninos em ídolos, queremos contribuir também com o futuro daqueles que estão fora das quatro linhas oficiais, mas dentro do dia a dia do mundo. Peixinhos e peixinhas que fazem parte do hoje e precisam ter condições e oportunidades para fabricar os sonhos de amanhã. Queremos inclusão, paz, saúde, família, bola, sorrisos diários, abraços fortes e datas especiais… Sim, sonhamos como meninos! Mas trabalhamos como potência. Santos FC, o time que vai #MuitoAlémdoFutebol”

O ano de 2014 começa bem. Que ele siga bem e vá muito além do futebol…
 

Comentários

Deixe uma resposta