O investimento nos estádios e a elitização do futebol

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Estádios caríssimos, materiais excelentes e múltiplas tecnologias de ponta são desculpas para o aumento do ingresso para assistir a uma partida. Já se sabe que um estádio não sobrevive de bilheteria, portanto, este não deve ser o motivo para o aumento nos custos. Além disso, os valores de manutenção e sua frequência diminuem muito os gastos do estádio. Por isso, se fosse este o critério do valor do bilhete, seria justificável a diminuição dele.

O futebol tem um enorme potencial social, pois une várias classes, idades e cores sem discriminação. Ao menos, era para ser assim, até começarem com as separações de geral, numerada, inúmeros camarotes. Toda a formulação do estádio, hoje, valoriza a elitização. Desde os valores dos ingressos, quantos os benefícios de sócio-torcedores, que possuem privilégios de compra antecipada de bilhetes, entre outros.

Não necessariamente faz perder público, mas segrega dentro do equipamento, sendo que poderia ser muito saudável à sociedade realmente misturar. Para isso, seria muito interessante um estádio mais modesto, onde até os camarotes sejam mais simples, sem luxos desnecessários. Bonito, esteticamente agradável, mas ainda simples. Isso deve ser cumprido em todo o estádio, da cadeira ao material do piso.

, Universidade do Futebol

Acima, dois setores, esteticamente adequados, de confortos diferentes – devido à inclinação, mas sem exageros (no Allianz Arena, em Munique, Alemanha). Eu, particularmente, gostaria muito de ver um estádio com assentos iguais a todos, independente de ser camarote.

Por que quem paga menos tem que ter assento pior? Já não bastaria ter uma visibilidade não tão privilegiada?

Nós, brasileiros, mas não só nós, temos o hábito de valorizar o luxo por costume, como demonstração de status, e, como mencionei acima, o estádio poderia trabalhar bem o comportamento oposto. Acredito que teríamos eventos muito mais tranquilos sem perder nada no futebol que conhecemos e vivemos.

Ainda no mesmo estádio vemos alguns exageros:

, Universidade do Futebol

Fontes: À esquerda, Blog do Joaquim, e, à direita, Flickr Daveybot

 

Acima, à esquerda, área sem assentos, para a torcida organizada – prevendo violência dos membros, mas indo contra a segurança e direitos. À direita, a sala de conferências com cadeiras extremamente caras e confortáveis em um local de menos tempo de permanência.

Seria muito melhor fazer como a Inglaterra contra o hooliganismo a fazer escadas sem assentos em um estádio tão moderno. Punir, conscientizar e policiar; não oprimir e induzir, fazendo deste espaço um local próprio para o vandalismo, onde tudo pode. Não seria mais justo um estádio mais igualitário, com alguns diferenciais, mas baseando os ingressos na visibilidade ao conforto? Desta forma, não se segrega tanto a sociedade como temos feito cada vez mais.

Para interagir com o autor: lilian@universidadedofutebol.com.br

+ posts

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

Mais conteúdo valioso