Universidade do Futebol

Artigos

23/06/2009

Formação de atletas

A grande necessidade, ou então, o único objetivo que se busca nos dias de hoje, não só no futebol, mas também nas outras várias modalidades esportivas é, com certeza, o resultado. Infelizmente alguns profissionais ainda insistem em trabalhar com essa filosofia e acabam esquecendo-se do mais rico material humano que está na sua frente: a criança. Partindo desse ponto, iremos abordar os procedimentos que devem – ou podem – ser utilizados pelos profissionais de educação física que
trabalham com categorias de base, seja em clubes esportivos, ou então em escolinhas de futebol espalhadas pelo país inteiro.
 
Quem quiser alcançar resultados em competições tem que, além de estar submetido a uma equipe técnica multidisciplinar, começar o treinamento altamente especializado já em idades muito precoces. Outro aspecto importante é o que diz respeito às conquistas de títulos e marcas durante a infância: estudos já demonstraram que esses resultados não garantem sucesso quando o atleta se torna adulto.
 
A formação de um futebolista compreende o adiantamento das qualidades psicomotoras e coordenativas adquiridas na infância e na adolescência. O período entre sete e onze anos se destaca como estágio decisivo para o desenvolvimento das estruturas psicomotoras de base. É o período ideal para a iniciação no futebol nas escolas esportivas.
 
O conteúdo trabalhado nos clubes desportivos deve somar-se ao das aulas de educação física das escolas em geral, ao trabalho nos clubes especializados em futebol e, naturalmente, visam à preparação para a competição. O papel mais importante no sistema de preparação dos futuros jogadores de futebol pertence aos clubes desportivos que têm como objetivo aperfeiçoar as capacidades motoras, caracterizadas pela preparação geral e especial dos jovens estudantes até atingirem o alto rendimento no futebol.
 
Deve-se dar muita atenção à formação da personalidade do indivíduo, considerando-se os aspectos morais, intelectuais e a educação estética e física. O papel da educação física como meio de educação das crianças e dos adolescentes vai ao encontro do aumento da exigência do trabalho educativo nas escolas desportivas.
 
Está bem clara a importância, tanto no caso da educação, quanto no caso do esporte, de um planejamento muito bem elaborado. Assim, ao definir os conteúdos a serem trabalhados em um planejamento, além de todo um criterioso cuidado de conhecer bem o que se vai aplicar, é muito importante saber o quê, quando e como aplicar.
 
* Contato: rodrigosaldanha86@hotmail.com
 
 
Bibliografia
 
VOSER, R. (2003) Futsal: Princípios Técnicos e Táticos. Ulbra. 2ª Ed. Canoas.
 
CARRAVETTA, E. (2006) Modernização da Gestão no Futebol Brasileiro: Perspectiva para a qualificação do rendimento competitivo. AGE, Porto Alegre/RS.
 
LEITE, T. e GUERRA, I (2004) Ciência do Futebol. Manole. Barueri/SP.
 
APOLO, A. (2007) A criança e o adolescente no esporte: como deveria ser. Phorte. São Paulo.

Comentários

Deixe uma resposta